quarta-feira, 23 de julho de 2014

Assassinato de idoso na região centro-oeste de Minas é reconstituído

Perito criminal brasileiro ajuda a identificar vítimas do vôo da Malaysia Airlines

Malaysia Airlines Perito criminal brasileiro ajuda a identificar vítimas do vôo da Malaysia AirlinesJá está na Ucrânia o perito criminal da Polícia Federal (PF) Carlos Eduardo Carvalho Machado que irá ajudar a identificar as vítimas do voo MH17 da Malaysia Airlines, que foi abatido por um míssil e caiu matando 298 pessoas no último dia 17/7.
Machado é membro do Grupo Especializado em Identificação e Vítimas de Desastres (DVI) do Instituto Nacional e Criminalística da Polícia Federal e integra a equipe de especialistas da Interpol que foi enviada para a região de Donetsk onde ocorreu o desastre.
De acordo com a Divisão de Comunicação Social da PF a entrada da Interpol e da PF no caso se deu a pedido das autoridades ucranienses a fim de que que a identificação dos corpos seja feita com base em metodologia reconhecida pela comunidade internacional.

terça-feira, 22 de julho de 2014

Polícia reconstitui morte de idoso em MG encontrado com santo nas mãos em Samonte


Crime em Santo Antônio do Monte foi cometido pela 'namorada' da vítima.
Foto da mulher que confessou tiro também estava nas mãos do idoso.



Anna Lúcia SilvaDo G1 Centro-Oeste de Minas
Criminoso vão responder por latrocínio (Foto: Polícia Civil/ Divulgação)Criminoso vão responder por latrocínio
(Foto: Polícia Civil/ Divulgação)
Uma equipe da Polícia Civil realizou na manhã desta terça-feira (22) a reconstituição de um crime que chocou o município de Santo Antônio do Monte em junho. Segundo o delgado responsável pelo caso, Rodrigo Noronha, um casal matou um idoso de 73 anos com um tiro nas costas, após tentarem roubar R$ 14 mil que ele guardava em casa. O idoso morreu segurando um santo e com uma foto da jovem de 18 anos, suspeita do crime, com quem ele mantinha relacionamento há um ano. Segundo o inquérito, ela teve apoio do namorado de 33 anos no crime.
A vítima foi encontrada no dia 6 de junho dentro da casa onde morava em uma zona rural, que fica a cerca de 30 quilômetros de Santo Antônio do Monte. Na ocasião, segundo a Polícia Militar (PM), ele estava com perfurações de arma de fogo nas costas e com as mãos amarradas. O casal foi preso 41 dias depois da ação.
Ainda segundo o delegado, a suspeita mora em Lagoa da Prata e passava os fins de semana com o idoso. "Ela esteve com ele no fim de semana e viu que guardava em casa cerca de R$ 14 mil. Foi quando ela retornou à residência com o namorado para roubar o dinheiro, que por sinal, não estava mais lá", disse.
Detalhes do crime
A reconstituição durou duas horas e o casal deu todos os detalhes do crime. Segundo informações dos dois, eles foram até a zona rural um dia antes do crime para conhecerem o caminho. No dia do latrocínio eles chegaram na moto e desligaram a chave para não fazer barulho. "Ela sabia que na casa tinha um cachorro, então desligaram a moto e em seguida deram um pedaço de carne ao cão para que ele não latisse, foi quando bateram na porta e o idoso atendeu", contou o delegado.
Casa onde ocorreu o crime fica a 30 quilômetros de Santo Antônio do Monte (Foto: Polícia Civil/ Divulgação)Casa onde ocorreu o crime fica a 30 quilômetros de Santo Antônio do Monte (Foto: Thiago Carvalho/ Divulgação)
Foi então que o namorado da jovem rendeu a vítima e amarrou as mãos dele com cordas que estavam no local. Enquanto o suspeito procurava pelo dinheiro a jovem ficou tomando conta do idoso, segurando uma espingarda calibre 12.
Idoso segurava uma foto da criminosa e um santinho (Foto: Thiago Carvalho/Divulgação)Idoso segurava uma foto da criminosa e um
santinho (Foto: Thiago Carvalho/Divulgação)
Em determinado momento, a vítima retirou do bolso do idoso um santo e uma foto plastificada dela. "Durante a ação ela gritou com o namorado e foi quando o idoso reconheceu a voz. Ele ficou espantado em saber que se tratava dela e então começaram a discutir e ela mandou que ele calasse a boca. A discussão continuou e a suspeita atirou nas costas da vítima, que morreu no local", contou o delegado.
Em seguida os dois fugiram com a moto sem levar nada, pois não encontraram o dinheiro. "Foi um crime realmente chocante, pois ele tinha um carinho por ela, inclusive morreu com a foto dela nas mãos e ela confessou friamente cada detalhe", lamentou.
Os dois presos vão aguardar julgamento e irão responder por latrocínio. O homem de 33 anos já cumpriu pena oito anos e tem passagens por furto, roubo e receptação.

Casal confessa assassinato de idoso em Samonte

                   

Dono de hotel Iris é rendido e ladrões roubam hóspedes em Pompéu, MG

Hotel IrisEles pegaram a chave do carro de uma delas e fugiram com o veículo.

PM informou que dentro de carro roubado havia R$ 10 mil em mercadorias.

Do G1 Centro-Oeste de Minas
Um hotel foi assaltado na madrugada desta terça-feira (22) na Avenida João Serra Machado no Bairro Trevo em Pompéu. A Polícia Militar (PM) informou que três homens armados renderam o dono do local, de 42 anos, e foram até um quarto onde duas jovens, de 26 e 29 anos, estavam hospedadas. Eles pegaram a chave do carro de uma delas e fugiram em direção à MG-164 com o veículo, roupas, dois celulares e folhas de cheque.
De acordo com a PM, dentro do veículo roubado havia R$ 10 mil em mercadorias de cosméticos. Ninguém ficou ferido. Os militares fizeram rastreamento na região, mas até o momento ninguém foi preso.

sábado, 19 de julho de 2014

Viajou: Policial mata ladrão após este ter atirado contra a vitima

Crime ocorreu na tarde desta sexta-feira, no Centro de Divinópolis.
Homem chegou a sacar arma contra dono de joalheria mas foi surpreendido.

Anna Lúcia Silva Do G1 Centro-Oeste de Minas
Crime parou o Centro da cidade em Divinópolis (Foto: Anna Lúcia Silva/G1)Crime parou o Centro da cidade em Divinópolis
(Foto: Anna Lúcia Silva/G1)
Um dos suspeitos de assaltar uma joalheria morreu e outro foi preso na tarde desta sexta-feira (18), na Avenida Primeiro de Junho, no Centro de Divinópolis. Segundo a Polícia Militar (PM), os dois homens fugiram e foram perseguidos pelo próprio dono da loja, que derrubou um deles. O outro suspeito sacou um revólver e, chegou a disparar na mão da vítima, foi quando ele foi alvejado pelo tiro de um policial federal que passava no local no momento do crime.
A perícia foi acionada e se deslocou para o cruzamento da Avenida Primeiro de Junho com a Rio de Janeiro. As lojas na região onde houve a troca de tiros fecharam mais cedo. Os comerciantes ficaram assustados com a correria de policias e o barulho dos disparos. "Fechamos mais cedo porque ficamos com muito medo. Vimos quando tudo começou e por isso encerramos. É horário de pico e isso aumenta ainda mais o estresse, muita correria e muito medo", diz a gerente de uma loja, Graziele Aparecida Silva.
Até as 18h30 desta sexta-feira, a ocorrência ainda estava em andamento. Mais de cinco viaturas da PM e pelo menos 25 policias, entre civis, militares e federais, foram para local.

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Servição: Lagoa da Prata: Polícia Civil fecha o cerco e prende dois

                   

Explosão em fábrica mata quatro trabalhadoras em Samonte

                   

Prefeito de Abaeté e secretária ficam feridos após capotamento na MG-176

Vítimas foram socorridos e encaminhadas para unidades de saúde em BH.

Dupla seguia para uma reunião quando prefeito perdeu controle da direção.

Do G1 Centro-Oeste de Minas
O prefeito de Abaeté, Armando Greco, de 62 anos, e a secretária executiva do município, Maria Cecília, de 42 anos, ficaram feridos após um acidente na manhã desta terça-feira (15) na MG-176, em Quartel Geral. Segundo a Polícia Militar Rodoviária (PMR) de Martinho Campos, que atendeu a ocorrência, o prefeito, que dirigia o veículo, perdeu o controle da direção e capotou. As duas vítimas foram socorridas e levadas para o Hospital São Vicente de Paulo, em Abaeté e em seguida foram transferidas para unidades de saúde em Belo Horizonte.
De acordo com a assessoria do prefeito, os dois seguiam de Abaeté para Luz, onde aconteceria uma reunião executiva. Armando Greco passou por uma cirurgia no braço, no Hospital Madre Tereza, em Belo Horizonte e a secretária executiva teve fraturas graves e traumatismo craniano. Ela foi transferida para o Hospital João XXIII na capital, onde permanece internada

terça-feira, 15 de julho de 2014

Explosão de fábrica de foguetes mata quatro mulheres em Santo Antonio do Monte

PM informou que quatro mulheres morreram em Santo Antônio do Monte.

Explosão Fabrica fogos de artificio Santo Antonio do Monte (Foto: G1/G1)

Quatro trabalhadoras morreram e pelo menos três pessoas ficaram feridas após explosão de uma fábrica de fogos de artifício na manhã desta terça-feira (15), no Bairro Bela Vista, em Santo Antônio do Monte (MG). As informações são da Polícia Militar (PM) e do presidente do Sindicato das Indústrias de Explosivos no Estado de Minas Gerais (Sindiemg), Antônio Camargos. O vídeo ao lado mostra a fábrica em chamas. As imagens foram enviadas por um internauta, que não deseja ser identificado. O G1 entrou em contato por telefone com a fábrica, que informou que não vai se pronunciar até ter mais detalhes sobre o acidente.

Há informações de que pelo menos três pessoas se feriram. Entre elas, está um jovem de 20 anos que também trabalha no local. Ele sofreu queimaduras nas costas, foi encaminhado para o pronto-atendimento da cidade e não corre risco de morte. Duas grávidas também foram socorridas e liberadas. Elas moram perto da fábrica e passaram mal com o ocorrido.
"O jovem ferido relatou que viu as chamas e, nesse momento, saiu do pavilhão de fabricação de bombas batons. Ele também contou que as outras quatro mulheres que morreram tentaram sair, mas não conseguiram", informou o tenente do Corpo de Bombeiros de Divinópolis, Wanderson de Souza Araújo.
Explosão fabrica fogos de artificio Santo Antonio do Monte 4 (Foto: Grupo de Relacionamentos da Polícia Militar / Divulgação)Área foi isolada (Foto: Grupo de Relacionamentos
da Polícia Militar/Divulgação)
O delegado responsável pelo caso, Lucélio Silva, contou que a fábrica conta com muitos galpões e que a explosão ocorreu em um deles. Os corpos estão entre os escombros, e a área foi isolada para o trabalho da perícia. Um inquérito foi instaurado, e o laudo deve ficar pronto em 30 dias.
A entrada da fábrica é na zona urbana da cidade, mas os pavilhões onde são feitos os fogos ficam mais afastados, em uma área rural. De acordo com a PM, o Exército foi acionado para verificar junto à Policia Civil as causas da explosão. O Corpo de Bombeiros também esteve no local.
Por telefone, o gerente do Sindiemg, Américo Libério da Silva, informou que as vítimas trabalhavam na parte de fabricação de bomba batom. "O supervisor técnico e engenheiro químico do sindicato, José Expedito do Amaral Junior, foi para o local para prestar suporte necessário, já que a fábrica é credenciada ao Sindiemg", disse Silva.
O gerente afirmou ainda que essa é a primeira explosão na fábrica e que, anteriormente, já havia ocorrido um acidente causado por um raio, mas não houve feridos.
A Defesa Civil de Santo Antônio do Monte foi acionada e analisa se casas e comércios nas proximidades foram abalados com a explosão.
O frentista Jerry Adriano Silva, que trabalha em um posto de combustíveis a cerca de 800 metros da fábrica, contou que ficou em pânico. "Eu estava trabalhando e nunca senti algo tão forte. A terra tremeu, vidros de janelas quebraram. Essa foi a pior sensação que já senti. A população está com receio de a explosão ter atingido estruturas das casas próximas", revelou.
Explosão Fabrica fogos de artificio Santo Antonio do Monte (Foto: G1/G1)

Quatro mulheres morreram nesta manhã; fumaça foi registrada após a explosão (Foto: Arquivo pessoal)pelo menos três feridos, sendo duas grávidas e um jovem.

domingo, 13 de julho de 2014

Vale a pena ser policial?


Hoje fui bem cedo tomar o café da manhã em uma padaria. Quando já estava no fim do lanche, entrou no local um jovem policial militar e pediu um pastel e uma xícara de café com leite. Ele passou por mim, disse "bom dia" e sentou na mesa logo ao meu lado. Antes de ele chegar, eu estava perdido em pensamentos sobre minhas tarefas diárias. Mas depois que ele me cumprimentou, comecei a imaginar sobre a rotina desse rapaz. Eu sairia da padaria para meu confortável e seguro escritório, e o jovem policial iria para as ruas. Colocaria sua vida em risco para proteger os cidadãos, em troca de uma remuneração indigna para sua nobre função. Talvez aquele pastel fosse sua última refeição. Talvez tivesse esposa, filhos, uma mãe que rezasse por ele. Que situações perigosas enfrentaria hoje? Estaria vivo ao final do dia? 





Não sei. Enquanto fazia essas considerações, percebi porque fico tão chateado quando ouço certa ‘militância’ enxergando nos policiais apenas um “símbolo do Estado opressor”. Grande parte desses servidores é jovem, tem sonhos, ganha pouco e têm família para sustentar. Trabalham sempre sob risco e pressão. Um policial não deixa de ser policial quando tira a farda. Muitos morrem tentando evitar assaltos em horário de folga. E quantos ainda se deparam com marginais que já tinham prendido, mas graças ao nosso ultrapassado Código Penal estavam soltos novamente? Esses servidores também lutam contra o sistema. Não vejo passeatas ou protestos quando um deles morre em serviço. 

No máximo o rodapé de um jornal, ou 15 segundos de notícia na TV. Por esses e outros motivos é que valorizo e admiro essa profissão. Reduzam os vencimentos dos políticos, diminuam o assistencialismo e remunerem melhor esses heróis anônimos. É vergonhoso como são tratados pelo mesmo Estado a que juram lealdade até a morte. Terminei o café, e ao sair falei pro jovem policial: “até mais”. Ele acenou com a cabeça, já estava no fim do lanche e logo estaria na rua, dando a vida por nós. Tive vontade de dizer “boa sorte, que Deus te proteja”, mas fiquei sem jeito. Em meus pensamentos, porém, desejei sorte, luz e proteção para o rapaz. Ele precisará muito mais do que o Neymar, o ídolo e "herói" da rede Globo.