Postagem em destaque

BANDIDOS ARMADOS ATACAM QUARTEL DA PM E MATAM POLICIAL CIVIL

Um policial civil foi assassinado pelos bandidos Roni Willer e José Marcos Taveira16.10.17 01h34Atualizado em: 16.10.17 05h23 Um policial...

quinta-feira, 31 de março de 2011

Trio parada dura atua em Nova Serrana.

Três homens roubaram uma fábrica de calçados na manhã desta quinta-feira (31) em Nova Serrana, no Centro-Oeste de Minas Gerais.
De acordo com a Polícia Militar, armados com revólveres, os homens entraram no estabelecimento comercial por volta das sete da manhã desta quinta e renderam vários funcionários.
Segundo os militares, após agredirem alguns empregados da empresa, o trio roubou  em torno de R$ 15 mil em dinheiro e R$ 50 mil em cheque, que seria usado para fazer o pagamento das vítimas.
Conforme a PM, o roubo ocorreu no bairro Santa Luzia e ninguém havia sido preso até a tarde desta quinta. Entretanto, segundo a polícia, há algumas suspeitas em relação aos autores do roubo e um intenso rastreamento já foi iniciado na região.

Errata. Caso do roubo a lotérica de Pompéu.

Noticiamos aqui no blog que um suspeito teria sido preso em Nova Serrana, na verdade ninguém chegou a ser preso, a pessoa apontada como suspeito se apresentou espontaneamente e comprovou que no momento do roubo estava trabalhando normalmente.

Livro Guines: Posto Jalé se firma recordista em assaltos.

Assaltos a postos de gasolina sempre aconteceram, a alguns dias um posto da região central de Pompéu, centro oeste de Minas, que havia sido inaugurado a poucos dias teve o seu primeiro assalto, ladrões armados levaram o dinheiro e ameaçaram o frentista.

video
Mas nada se compara ao posto Jalé, próximo a Nova Serrana na Rodovia BR 262 , ela já foi assaltado mais de 300 vezes em menos de dois anos e deverá ingressar no livro mundial do recordes o Guinness Book. O posto Jalé teria superado com larga vantagem o outro posto situado na Baixada Fluminense no estado do Rio de Janeiro.

Espera-se que o posto recém inaugurado em Pompéu não entre nesta trágica disputa. Estão recrutando Frentistas para trabalhar a noite no posto Jalé, mas não vale inscrever a sogra!

Processo seletivo na Prefeitura de Pompéu para contratação de pessoal.

O Município de Pompéu-MG abre inscrições para diversos cargos com remuneração de 650 a 8.500 reais e estarão abertas, no período a seguir indicado, inscrições para Processo Seletivo Público para a contratação de profissionais dos Programas: Saúde da Família do Governo Federal, CRAS, CREAS, NASF, 2º. TEMPO, CAPS e PRÓ-JOVEM.
Inscrições de 13/04/11 a 29/04/11, de 11:30 às 17:00 horas, exceto aos sábados, domingos e feriados.
Em Pompéu: Na sede da Prefeitura Municipal de Pompéu, situada à Praça Governador Valadares, 12 – Centro – Pompéu -  CEP: 35.640.000
b) Na sede do Centro de Consultoria e Treinamento Libertas, em Belo Horizonte à Av. Luiz Paulo Franco 500, sala 1305 – B. Belvedere.
Pela internet: nos sites www.pompeu.mg.gov.br e www.libertas-mg.com.br

quarta-feira, 30 de março de 2011

Lotérica de Pompéu a assaltada debaixo do "olho vivo".

O olho vivo instalado não viu o assalto ao lado.
Uma casa lotérica situada no centro da cidade de Pompéu, oeste de Minas foi assaltada na tarde desta terça (29), dois homens em uma moto armados com revolveres anunciaram o assalto e levaram mais de 3 mil reais em dinheiro. Um rapaz que teria sido reconhecido por uma das funcionárias chegou a ser preso em Nova Serrana mas foi libertado depois que conseguiu provar que não havia saído da cidade naquela tarde.

Olho vivo míope.

Foram instaladas diversas câmaras denominadas de "olho vivo" no centro da cidade de Pompéu, anunciadas como solução para a violência em Pompéu, as câmaras ajudaram a polícia no carnaval mas depois disso teriam sido desligadas, ninguém da prefeitura soube explicar o que estaria acontecendo com as câmeras.
O assalto na lotérica aconteceu proximo a uma dessas cãmaras mas segundo informações ela estari desligada.

Guarda Municipal.



Guarda municipal do tempo do Prefeito Chico do Soca.

Está para ser  votado na Câmara Municipal um  projeto de s lei que recria a Guarda Municipal,  o projeto esta sendo analisado pelos Vereadores e poderá ser votado na próxima segunda. O Vereador Experidião Porto (PV) que é o relator da Comissão de Legislação e Justiça da Câmara defende o retorno da Guarda Municipal que foi criada com o apoio de Vereador no mandato do Ex Prefeito Chico do Soca e extinta no mandato de seu sucessor. Porto encontrou erros no projeto e deverá corrigi-los no momento da redação de seu parecer "um dos artigos do projeto proibe o ingresso na Guarda Municipal de pessoas com menos de 1,60 m de altura, isto é inconstitucional e, alias, tem muito baixinho que é melhor de serviço de que um grandalhão, eficiente em prevenção da violência se faz com inteligencia e não com força física" afirmou Porto.

Novela da insalubridade tem o último capítulo sem final feliz para os servidores.

Vereador explica ao servidor porque vai votar a favor do projeto.
Depois de muito debate o projeto de lei que previa a redução do valor pago a título de insalubridade pago aos servidores de Pompéu, oeste de Minas, foi aprovado na Câmara Municipal nesta segunda (29). Os servidores compareceram em grande numero e por incrível que pareça alguns deles defenderam a aprovação do projeto. A alegação era de que com o valor atual previsto em lei o executivo iria se recusar a pagar mas que se o mesmo fosse reduzido ele seria pago mais rapidamente. As percas dos servidores serão variadas dependendo do valor do vencimento de cada um. Os Vereadores Experidião Porto  (PV) e Nilson (DEM) criticaram duramente o projeto "será a primeira vez na história do legislativo pompeano que se vota aqui um projeto retirando direitos dos servidores municipais e reduzindo seus salários, eu jamais participaria destra monstruosa injustiça" afirmou na tribuna o Vereador Experidião.  

segunda-feira, 28 de março de 2011

Lição para o Brasil: deputados suecos lavam sua propria roupa suja.

video
Se o Brasil seguisse o exemplo da Suécia certamente ficaríamos livres de muitos mercenários travestidos de políticos, infelizmente no nosso pais o que ocorre é o contrário, com eleições que custam cada vez mais cara milhões de reais são gastos para se eleger e depois muitos tentam de tudo para reaver o dinheiro gasto. e da-lhe mensalão. 

Investigação da Policia Militar encontra homem com duas armas e droga em Nova Serrana.

OS DOIS REVOLVERES APREENDIDOS SERIAM PARA SE PROTEGER DA VIOLÊNCIA EM NOVA SERRANA.
Um homem foi preso com dois revolveres e uma pequena quantidade de drogas em nova Serrana nesta sexta (26). Ele vinha sendo monitorado pelo serviço velado da Polícia Militar e foi apanhado em flagrante pelos Policiais. Seu Advogado alegou ao blog que as armas eram para defesa visto que seu cliente estava recebendo ameaças. Pelo menos agora ele estará seguro no Presídio de Nova Serrana. 



Mais um acidente e com caminhão carregado de sucata mata seu condutor.




Na manhã deste sábado menos de 24 horas após um acidente ter matado dois caminhoneiros outro acidente envolvendo uma carreta que transportava sucata e um automóvel corola ocorreu  também na rodovia 262 próximo a cidade de Luz, oeste de Minas. Desta vez mais uma vez o condutor do caminhão faleceu e ficou preso nas ferragens. O corpo de bombeiros de Nova Serrana teve muita dificuldade para a retirada da vítima.



domingo, 27 de março de 2011

Ação contra agressor de mulher não pode ser suspensa, diz STF

Tribunal decide que o artigo da Lei Maria da Penha que impede benefício da suspensão é constitucional

Esse dispositivo rejeita a aplicação de uma outra lei, que permite a paralisação do processo por prazo de até 4 anos

JOHANNA NUBLAT
MÁRCIO FALCÃO
DE BRASÍLIA

O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu ontem que os agressores enquadrados na Lei Maria da Penha não podem ganhar o benefício de ter o processo judicial suspenso por um certo prazo.
O colegiado entendeu como constitucional o artigo 41 da lei, que pune casos de violência doméstica contra a mulher. Esse artigo rejeita a aplicação de uma outra lei, que trata de crimes de menor potencial ofensivo e institui o benefício da suspensão condicional do processo.
O dispositivo permite que, para certos crimes em que a pena mínima é de até um ano e nos casos em que o agressor não é processado por outro crime ou já tenha sido condenado, o processo seja suspenso pelo prazo de até quatro anos, a critério do juiz.
Nesse período, o agressor precisa cumprir determinadas condições, como comparecer mensalmente ao juizado. Cumpridas as restrições, o juiz pode levar em conta o comportamento do agressor durante a suspensão do processo para pôr fim à ação.
O tema é polêmico. Em dezembro de 2010, o Superior Tribunal de Justiça tomou uma posição contrária à de ontem do Supremo, entendendo pela primeira vez que o benefício poderia ser aplicado nos casos de agressão doméstica contra a mulher.
A decisão do STJ foi criticada pelo governo federal, pelo movimento de mulheres e pelo Ministério Público Federal, que veem a suspensão como flexibilização da lei.
Apesar da polêmica, a suspensão condicional do processo é usada nos Estados. Muitos promotores e magistrados entendem que ela possibilita uma vigilância maior do agressor e uma solução mais rápida do conflito.

sábado, 26 de março de 2011

Delegados de São Paulo e de Minas tem os piores salários do Brasil.

 Chega a ser desumano o que o Delegado de Polícia de São Paulo e de Minas Gerais recebem de vencimentos, ambos com um salário de 4 mil reais tem de comprar ternos e muitas vezes adquirir equipamentos de trabalho que, por negligência do Estado, não são fornecidos às delegacias. "Aqui em Minas no interior dependemos em tudo das Prefeituras, sem elas a delegacia fecharia, isso acaba por proporcionar uma interferência política em nosso trabalho que certamente é pernicioso para o trabalho da polícia" afirmou um Delegado que pediu anonimato.
Sem estabilidade para trabalhar o Delegado pode ser removido da cidade onde trabalha a qualquer hora por qualquer político "se o policial do interior olhar de cara feia para o cachorro do filho do Vereador pode ser removido" afirmou o Delegado.
Recentemente em Diamantina na região leste de Minas, por pouco o Delegado regional não foi removido da cidade simplesmente porque o Prefeito da cidade de Serro queria a vaga para colocar um apadrinhado político, a transferência só não aconteceu porque a população da região reagiu e exigiu a permanência do Delegado.
Recentemente na cidade de Bom Despacho, oeste de Minas um excelente Delegado de Polícia pediu exoneração para ir trabalhar como secretario do Promotor de justiça da cidade, lá ele ganha mais e trabalha menos, sem falar que se livra dos plantões na madrugada, onde o Delegado muitas vezes passa toda a noite na Delegacia sucateada e ainda tem de trabalhar no outro dia de manhã sem ganhar nada a mais por isso.
Em cidades como Nova serrana onde os alugueis de imoveis são muito caros, um Delegado consumiria mais da metade de seu salário pagando aluguel.
"Com um salario assim estes policiais tem quatro opções, abandonar o cargo, ter uma vida franciscana indo trabalhar usando um tênis falsificado de um real, fazer um acordo com o lado negro, ou casar com uma mulher rica" brinca o Diretor do Sindpol do Oeste de Minas o Perito Criminal Experidião Porto. Os Delegados mesmo com um salário vergonhoso tem de se dedicar exclusivamente a função que exercem na segurança da população.


Como diria Boris Casoy, isso é uma vergonha!

Acidente mata dois na 262, uma carretas e dois caminhões se chocam.

Um grave acidente envolvendo duas carretas e um caminhão aconteceu por volta das 22 horas desta sexta na rodovia BR 262 próximo ao km 561 no alto da serras no município de Córrego D'anta. Um caminhão que transportava sucata tombou na pista em uma curva e os outros dois que vinha em sentido contrário se chocaram mantado os dois condutores, Edmilson Pereira Novaes morreu a caminho do hospital e Paulo Roberto Pereira Oliveira morreu no local ficando preso nas ferragens.
Segundo a PRF no local já ocorreram diversos acidente todos com gravidade.


O Perito da Policia Civil Experidião Porto compareceu ao local e realizou os exames.






















Veja no vídeo abaixo o arriscado trabalho do Perito Criminal em local de acidente de trânsito.

sexta-feira, 25 de março de 2011

Casal de policiais é executado covardemente.



Um casal de policiais militares foi executado com mais de 30 tiros de fuzil em Salvador. Os dois eram separados, mas tinham um filho juntos. O menino de oito anos ficou ferido no ataque.

O sargento Arginoel Jose da Silva, de 35 anos, e a soldado Sara Reis dos Santos, de 32, estavam num carro com o filho de oito anos. Eles foram perseguidos por homens armados, que dispararam dezenas de tiros. No local do crime foram encontrados 38 cápsulas de pistola e de fuzil.

Arginoel morreu na hora ainda dentro do veículo. Sara consegui fugir com o filho e se escondeu num lava jato a poucos metros de onde o carro estava parado. Ela foi perseguida e depois baleada. A policial foi levada ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos. O menino levou um tiro de raspão na perna e está fora de perigo.

Dois a menos: policial mata um e fere outro assaltante.



Um homem foi morto e outro ficou ferido em estado gravíssimo após reagir a prisão durante assalto a um posto no início da tarde desta quinta-feira (24) na PR-317 em Maringá. Um policial militar que estava de folga efetuou os disparos após a reação.
O PM estava de folga e foi almoçar com amigo em um restaurante anexo ao posto, e notou a motocicleta, que estava com a placa coberta com plástico, passando ao lado da janela do estabelecimento, seguindo em direção à loja de conveniência do posto.

Em seguida, o policial pegou o carro dele, dirigiu-se até a bomba de combustíveis, passando-se por cliente, e teria visto um assaltante na loja e o outro na motocicleta. O PM aguardou o ladrão sair e subir na moto, e saiu de seu veículo de arma em punho, dando voz de prisão à dupla. Quando Marangoni tentou sacar a arma, o policial atirou nos dois.
Reis morreu no local, e Marangoni foi atingido na veia femural, teve hemorragia intensa e foi encaminhado ao Hospital Universitário (HU). Segundo a assessoria de imprensa, o rapaz está em procedimento cirúrgico. Equipes do Samu e do Corpo de Bombeiros atenderam à ocorrência.
Cerca de R$200 roubados do posto, que estavam no bolso de Marangoni, ficaram inutilizados por estarem sujos de sangue.
Esta é a 4ª morte em confronto com a PM no ano de 2011.

quinta-feira, 24 de março de 2011

Projeto que dá aumento aos servidores e mais vantagens a professoras de Pompéu será votado na segunda.

A boa noticia é que o Prefeito informou que será enviado a Câmara Municipal de Pompéu, oeste de Minas, um projeto de lei que concede reajuste salarial aos servidores de Pompéu. Segundo informações o índice será em torno de 7% e contemplará todos os servidores exceto os que ganham um salário minimo e que já tiveram reajuste salarial este ano.

Professoras são atendidas.

Segundo informações obtidas as Professoras de Pompéu serão contempladas com um aumento ainda maior. Depois de muita luta e mobilização as servidoras da educação terão seu merecido reconhecimento.

Prefeito de Pompéu recusa acordo e mantem projeto com insalubridade sobre o minimo.

Em reunião proposta pelo Vereador Experidião Porto(PV)  para se tentar buscar um acordo em relação ao projeto que reduz o valor pago aos Servidores a título de adicional de insalubridade não houve acordo. A proposta de conciliação proposta pelos servidores em que o adicional seria pago sobre dois mínimos foi recusada pelo chefe do executivo que recebeu servidores e funcionários em seu gabinete.

Agora vai para o voto.

Sem acordo o projeto vai ser decidido no voto pelos Veadores, e o placar está apertado. Caso seja aprovado será a primeira vez na história da Câmara Municipal de Pompéu que vencimentos de servidores são reduzidos pelos Vereadores.

Votos do Pompeano Leonidio Bolsas elegem Cabo Julio Deputado Estadual.

O Supremo Tribunal Federal decidiu nesta quarta feira que a lei da "ficha limpa" só terá validade para a próxima eleição. Com isso os votos do pompeano Leonidio Bolsas que haviam sido anulados pelo fato do candidato ter sido condenado em ação de improbidade administrativa por distribuir bolsas de estudo continuam valendo.

Leonidio passa a ser primeiro suplente.


O popeano Leonidio Bolsas mesmo com os votos validados não conseguiu se eleger mas se torna o primeiro suplente do partido (PMDB) mas seus votos provocam uma mudança na composição da ALMG, sai o Deputado Sebastião Costa do PPS e entra o deputado representante de Polícia Militar Cabo Júlio do PMDB.

terça-feira, 22 de março de 2011

SAMU INFORMA: UTILIDADE PÚBLICA IMPORTANTE

AA Emergência: Número:.......

As ambulâncias e emergências médicas perceberam que muitas vezes nos acidentes da estrada os feridos têm um celular consigo. No entanto, na hora de intervir com estes doentes, não sabem qual a pessoa a contatar na longa lista de telefones existentes no celular do acidentado.

Para tal, o SAMU lança a ideia de que todas as pessoas acrescentem na sua longa lista de contatos o NUMERO DA PESSOA a contatar em caso de emergência. Tal deverá ser feito da seguinte forma: ‘AA Emergência’ (as letras AA são para que apareça sempre este contato em primeiro lugar na lista de contatos).

É simples, não custa nada e pode ajudar muito ao SAMU ou quem nos acuda. Se lhe parecer correta a proposta que lhe fazemos, passe esta mensagem a todos os seus amigos, familiares e conhecidos.

É tão-somente mais um dado que registramos no nosso celular e que pode ser a nossa salvação. Por favor, não destrua esta mensagem! Reenvie-o a quem possa dar-lhe uma boa utilidade.

SAMU - Serviço de Atendimento Móvel de Urgência

Att
Assessoria de Comunicação Organizacional da 7ª Cia PM Ind MAT

Novela da insalubridade continua em Pompéu.


Com a Câmara Municipal cheia de funcionários o projeto que reduz o valor pago a título de adicional de insalubridade não foi votado. A votação foi adiada para que mais uma vez houvesse uma tentativa de acordo entre os representantes dos servidores e o executivo. Um projeto que prevê o pagamento do adicional baseado em dois vencimentos mínimos foi sugerido pelos representantes dos servidores que oferecem os anéis para não perder os dedos, caso a proposta vingue, o calculo da insalubridade seria calculado sobre dois vencimentos de não mais sobre um, isto dobraria o valor a ser pago aos servidores. Os representantes dos servidores apresentaram a proposta depois de perceber que não conseguiriam derrubar no plenário o projeto do executivo que reduz o adicional. Nesta terça lideranças dos servidores e os Vereadores se reunirão com o Prefeito para tentar um acordo. Tudo indica que o ultimo capitulo será na próxima segunda no plenário da Câmara Municipal de Pompéu, não perca.

domingo, 20 de março de 2011

Politicos da terra do queijo tentam derrubar Delegado Regional de Diamantina.

Manifestação dos Policiais e da população de Diamantina pelo fim da ingerência política na PC.


















Enquanto no Ministério Público Promotores denunciam políticos corruptos e são amparados pela instituição a que pertencem, na Polícia Civil um Delegado pode ser transferido de uma cidade por ser amigo de um opositor de um Prefeito.

Sem a inamovabilidade policias ficam a mercê do humor dos Políticos dos Grotões.

O dia 16 de março de 2011  marcou mais uma ingerência politica dentro da PCMG. Neste dia o Dr.Aílton Aparecido de Lacerda, Delegado Regional de Diamantina/MG, foi comunicado pelo alto escalão da PCMG,que não poderia permanecer no cargo de Delegado Regional, o qual havia nomeado em meados de fevereiro de 2011.

A destituição do Delegado era motivada por conta de uma influência politica do prefeito da Cidade de Serro/MG.
Políticos interferem na Policia conforme seus interesses eleitorais.
As noticias dão conta que o Prefeito de Serro/MG,articulou no meio politico, a queda do Dr.Aílton pelo simples fato do Delegado ser cunhado de um adversário político local do prefeito.

Há que se mencionar que o Dr. Aílton Aparecido de Lacerda não é sequer filiado a  partidos políticos, e em toda sua trajetória dentro da P.C.M.G sempre honrou seus compromissos de forma ética, moral e impessoal.

Colegas e a sociedade Diamantinense apoiam o Delegado Regional.

Policiais Civis se juntaram a população saíram  as rus  pedindo a manutenção do Dr. Aílton no comando da Regional que vem fazendo um excelente trabalho com um nível elevado de apuração de crimes.

Sindpol apoia Delegado Regional

O Sindpol comprou a briga e saiu em defesa do Delegado Regional e com a  pressão o comando da PCMG recuou da decisão de afastar o Delegado Aílton.  Segundo os policiais de Diamantina Aílton é extremamente competente  qualquer mudança traria prejuízos a região.
Infelizmente na Polícia Civil é assim muitos são perseguidos justamente por ser competente.

Servidora Helena Mara dá uma lição de coragem e cidadania em Pompéu

Enquanto muitos servidores se escondem com receio de perseguições outros se engajam em uma luta na qual nada tem a ganhar a não ser a sensação de ter contribuído para que a justiça fosse feita.

Helena Mara dá exemplo de coragem e deixa comentário em nosso blog que nos faz lembrar um de nosso slogans:
'O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons...'



"Falar e criticar apenas e ter medo de colocar a cara a tapa é o mesmo que se omitir e viver no conformismo de sempre.

A situação dos servidores de Pompéu se agravou com o comodismo , omissão de muitos e privilégio de poucos.Isso é uma situação criada com o decorrer de alguns anos e que se tornará pior a cada ato não pensado.

Leis não funcionam na gaveta e direitos não se conquista sem luta.
Quem tem medo de correr atrás e lutar, não reconhece seu próprio valor.

Infelizmente ainda existem algumas pessoas que vivem na mediocridade , pensando em lado político,puxando saco, querendo aparecer e ao mesmo tempo nunca fazem nada prá ajudar.( Que bom que esse tipo de pessoas são bem poucas)

Prefeitos passam , os servidores ficam independente de lado político.

Direitos que se conquistar é para todos e não é para um dia apenas."

Helena Mara

sexta-feira, 18 de março de 2011

Relembrando o exemplo dos professores de Pompéu.



Enquanto os Servidores da Saúde de Pompéu, Centro Oeste de Minas assistem passivamente  a Câmara Municipal aprovar uma lei que reduzirá o valor pago aos mesmos a titulo de adicional de insalubridade, seus colegas Professores da rede publica Municipal deram um show de organização  pressionaram o Governo, ameaçaram entrar em greve, fizeram passeatas e acabaram arrancando o que queriam do executivo. Por sorte do executivo as professoras não estão sendo prejudicadas visto que já recebem seu adicional conquistado com muita luta. Na administração publica funciona assim: pagar menos a quem fica passivo e não reclama para poder dar aumento a quem reclama e faz barulho e ficar " bem na fita'.

Barulho deixa Policial pelado.

Não foi no carnaval de Pompéu onde carros de som infernizaram por 5 dias a vida dos moradores do centro da cidade.

Segundo a PM, comportamento foi causado por 'surto de estresse'.Policial foi afastado e será avaliado por junta médica.

O policial afirmou arrancando sua farda "não quero mais trabalhar na policia recebendo esta porcaria  de salário e ainda tendo de aguentar todo o tipo de desaforo, atira em mim vai"

 

Imagens gravadas na cidade de Joinville, em Santa Catarina, mostram o comportamento de um policial militar durante o atendimento a uma ocorrência de barulho feito por crianças e adolescentes em uma rua.

Nas imagens, gravadas pelo pai de um dos jovens, o policial aparece tirando a roupa e oferecendo seu revólver a um adolescente para que o mesmo atirasse nele pois não suportava mais as pressões recebidas.

Segundo a Polícia Militar, o policial foi chamado por um vizinho das crianças para atender à ocorrência de barulho. “Ele foi desacatado pelas crianças e adolescentes, se sentiu humilhado, e acabou tendo um surto de estresse. Ele tem problemas de depressão e já havia tido outro surto de estresse anos atrás”, diz ao G1 o tenente-coronel Adilson Michelli, comandante do 17º Batalhão de Polícia Militar de Joinville, ao qual pertence o policial.

De acordo com Michelli, o militar foi afastado e, na próxima semana, será avaliado por uma junta médica. “Como de praxe, um inquérito policial militar foi aberto para investigar o caso.”
O policial, segundo o comandante, sempre foi um bom profissional. “Ele tem mais de 15 anos de profissão e é muito calmo”, afirma.

Familias sofrem com o descaso dos Governos com as vítimas amontoados em sacos de lixo nos IMLs.

 Situação em Minas Gerais é semelhante.


Corpos amontoados armazenados em sacos de lixo no IML
A situação do Instituto Médico-Legal (IML) de Curitiba é pior do que se imagina: além da notória falta de equipamentos e de pessoal, a estrutura precária da sala de radiologia da unidade provoca a emissão descontrolada de radioatividade e o armazenamento inadequado de dezenas de corpos causa o vazamento de chorume – líquido preto proveniente da decomposição biológica. Essas denúncias contra o IML da capital foram comprovadas ontem durante vistoria feita pela Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil seção Paraná (OAB-PR). Hoje a Secretaria Municipal de Meio Ambiente deve averiguar o local. A situação pode causar a interdição do local.

A inspeção da OAB-PR na unidade teve como objetivo apurar as deficiências estruturais e de pessoal que acarretam no atraso da liberação de corpos e em riscos à saúde pública. “É um caos e providências deverão ser tomadas. Intervenção no papel, como já ocorreu em outra época, não adianta”, afirmou a vice-presidente da comissão da OAB-PR, Isabel Kugler Mendes, ao final da visita. No começo deste mês, a Gazeta do Povo publicou reportagem informando sobre a grave situação do IML.
As denúncias foram relatadas ao diretor-geral do IML, o médico Porcídio Otaviano Milani. A maioria das falhas foi reconhecida pelo gestor. Ele negou apenas a existência de problemas na sala de radiografia. Segundo ele, o excesso de cadáveres é um caso antigo. “Tem aumentado o número de mortes violentas e, ao mesmo tempo, temos falta de espaço para enterrar”, justificando o não cumprimento do prazo de 30 dias para o enterro coletivo dos corpos não identificados.

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO MANDA PREFEITURA DE LAGOA DA PRATA PAGAR INSALUBRIDADE BASEADA NO SALARIO DA CATEGORIA E NÃO SOBRE O MINIMO.


Solidarios com os servidores de Pompéu seus colegas de Lagoa da Prata enviaram ao blog o texto de uma ação em que ganharam na justiça o direito de receber a insalubridade baseada no vencimento da categoria e não sobre o minimo como pretende o projeto de lei que tramita na Câmara Municipal de Pompéu.

Depois que foi publicada aqui neste blog a matéria mostrando que aqueles que entrarem na justiça poderão receber o adicional baseado no vencimento da categoria e não sobre o minimo, dezenas de servidores telefonaram para o Vereador Experidião Porto para saber maiores informações. Seguindo Porto dezenas de servidores deverão ingressar na justiça na próxima semana reivindicando ainda o pagamento do adicional devido nos últimos 5 anos. "A justiça é o caminho dos homens de bem, vamos dar total apoio a aqueles que pretendem lutar por seus direitos, pra quem trabalha nos tiramos o chapéu" afirmou o Vereador.

Veja abaixo trecho da decisão Judicial: 


PODER JUDICIÁRIO
TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO – 3ª REGIÃO
01307-2009-050-03-00-4 RO
Súmula Vinculante 4 do STF, o salário básico como parâmetro para o adicional de insalubridade (Reclamação 6.266-MC/DF, Rel. Min. Gilmar Mendes, em 15/07/08).
6. Como, na hipótese dos autos, o Regional adotou como parâmetro o salário profissional da categoria, não há colisão entre a decisão recorrida e a súmula vinculante do STF, uma vez que o salário profissional ou piso salarial é o salário mínimo da categoria, há muito aplicado pelo TST e não repelido pelo STF. Agravo de instrumento desprovido". (Processo AIRR - 1310/2006-009-04-40, publicado no DJ de 03/10/2008, 7ª Turma, Rel. Ministro Ives Gandra Martins Filho.)
Nesse contexto, enquanto a referida liminar concedida estiver em vigor, a base de cálculo do adicional de insalubridade deve ser o salário mínimo mensal do período da condenação, desde que o empregado não perceba, por força de lei, convenção coletiva ou sentença normativa, salário profissional, hipótese em que será, sobre este calculado, conforme súmula 17 do TST.
No caso, está correta a decisão de origem (fls. 471-472) que deferiu a quitação de diferenças de adicional de insalubridade, com base no “salário profissional” estabelecido nas Lei Complementar Municipal n. 003/91, que instituiu o Plano de Carreiras dos Servidores Públicos Municipais da Prefeitura Municipal de Lagoa da Prata (fls. 409 e seguintes), já que a parcela foi paga sobre o valor do salário mínimo. O fato de o réu ser órgão público não impede a condenação, porque se aplica as normas previstas na CLT, as quais ele se obrigou a obedecer ao eleger as mesmas como reguladoras dos contratos de seus servidores, nos termos do artigo 1º., da Lei Complementar n. 004/91, constante à fl. 454. Deste modo, não há falar em violação do princípio da legalidade.

Logo, procede o pleito alternativo formulado em audiência, após a emenda da inicial. A reclamada deverá pagar diferenças de adicional de insalubridade, considerado o valor do salário profissional estatuído pela Lei Complementar 003/91 (f. 380), com as devidas atualizações, autorizada a dedução de valores pagos aidêntico título, para que não haja locupletamento ilícito dos autores.

Ato heroico: Campeão de tiro reage e mata assaltante dentro de casa e vai preso.


 Mário Roversi, de 19 anos, reagiu e atirou contra dois assaltantes em sua casa; um morreu.

"Não me arrependo de nada", diz jovem campeão de tiro

Protagonista de um episódio que vem gerando um grande impacto perante a opinião pública, o estudante de Direito e campeão regional de tiros, Mário Henrique Roversi, de 19 anos, afirmou que não se arrepende de ter reagido a um assalto, em sua residência, e atingido dois bandidos.

O fato aconteceu na última sexta-feira (11), no Jardim Tropical, em Cuiabá. Um dos assaltantes, o menor Denis da Silva Barros, de 16 anos, levou dois tiros e morreu no local - o outro, Sérgio Felipe Moraes de Arruda, também foi alvejado por dois tiros e está gravemente ferido, no Pronto Socorro da Capital.

"Eu não me arrependo do que fiz. Faria de novo, desde que eu sofresse ameaça, mesmo porque a intenção não foi matar. Eu faria tudo de novo, desde que tomasse as precauções necessárias", afirmou, em entrevista exclusiva ao MidiaNews. 

Apesar de sua reação ter tido êxito, o jovem admite que está abalado emocionalmente. 

"Não tem como eu falar que estou normal. Tô com muito medo. Não posso esconder que estou com medo de represália dos comparsas, mesmo que isso possa parecer difícil. Ontem eu fui sair de casa e tinha um suspeito de moto. Não sei te falar se era alguém de alguma casa, fazendo algum serviço, pra mim ele era um suspeito. Ele tava com a moto, perto de casa, sentado na moto. Com o capacete próximo, tranqüilo, olhando pra minha casa. Mesmo assim saí, passei por ele, peguei a placa da moto, liguei pra polícia e fiz a denúncia", afirmou.

Quatro tiros
Segundo ele, no momento em que conseguiu pegar seu revólver .45, que utiliza em seus treinamentos de tiro, ele teve certeza de que, se não atirasse, um dos assaltantes iria matar sua mãe.

"Eu agi em legítima defesa, para defender minha família e meu patrimônio. O assaltante que estava armado (o menor) estava com o revólver apontado para a cabeça da minha mãe, pronto para atirar. Eu tenho certeza de que ele iria atirar e matar minha mãe", afirmou. 

O assalto ocorreu na residência do estudante, no Jardim Tropical, quando ele chegava a sua casa com o irmão e um amigo. Os três foram surpreendidos ainda na porta da residência por Denis e Sérgio, que portavam um revólver calibre 38.

Encaminhados para dentro de casa, os três se juntaram ainda à mãe de Mário e uma amiga. O pai do jovem estava dormindo. 

De acordo com Mário, sempre com muitas ameaças e pressão psicológica, os dois rapazes primeiro colocaram as vítimas no chão da cozinha. Após definirem o que iriam levar da casa, um deles fez um telefonema para um terceiro assaltante, pedindo que ele fosse até o local com um carro, para carregar os objetos do assalto.

Em seguida, os assaltantes perguntaram se havia um banheiro na casa, onde todos pudessem ser trancados. Ao receber a resposta negativa, eles resolveram levar as vítimas para um quarto. E foi justamente no quarto de Mário, onde estava o seu revólver calibre 45, as munições e os demais equipamentos que ele utilizaria no dia seguinte, em um campeonato de tiro. 

A reação
"As caixas de munição estavam em cima da cama, a caixa da arma no pé da cama e a minha bolsa de acessórios do outro lado. Quando entrei, me posicionei do lado da caixa de arma. Eles estavam fechando a porta, que emperrou um pouco. Com medo de eu pegar na arma, meu irmão pulou na cama, porque pensou que arma estivesse lá. Daí, minha mãe deu um grito e minha reação foi pegar a arma rápido e carregá-la. Com a agitação, eles abriram a porta de novo e entraram no quarto, sendo que o assaltante menor de idade mirou na cabeça da minha mãe", disse. 

Segundo Mário, ele não sabe explicar como agiu tão rápido. "Sinceramente, eu não sei como consegui. Em fração de segundos, eu carreguei a arma e disparei contra os dois. Foi uma reação instintiva, com base na técnica de treinamento. Eu não tinha intenção de matar, e sim de tirar a arma da mão deles, de parar a ação. Minha única defesa era não deixar atirar na minha família", completou. 

Após o ocorrido, o rapaz foi encaminhado para o Cisc Planalto e, em seguida, para a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoas (DHPP), onde ficou preso em uma cela especial por dez horas. O delegado, André Renato Gonçalves, indiciou Mário por homicídio doloso consumado, homicídio tentado e porte ilegal de arma de uso restrito. 

Sem dormir
Desde então, Mário não consegue dormir normalmente, apenas tirar "pequenos cochilos", por temer que algo de pior ocorra com sua família. "Não tem como eu falar que estou dormindo tranquilo. Qualquer barulhinho já me atormenta, me acorda, me assusta. Fico prestando atenção em volta da casa. Olho pra rua", disse. 

Além disso, ele contou que é comum, durante a noite, ficar "remoendo" tudo o que aconteceu. "Eu acredito que quem se responsabiliza pela minha família, agora, sou eu. Assim como me responsabilizei no momento do assalto. Então fica aquela coisa na minha cabeça: e se eu não tivesse dado conta, e se não tivesse encaixado o clipe e carregado a arma, e se falhasse a munição... O cara ia atirar na minha mãe, era lógico, ele praticamente estava puxando gatilho pra minha mãe", afirmou. 

Apesar do trauma, o jovem afirmou que não está fazendo uso de medicamentos ou calmantes. "O que me conforta foi o apoio que venho recebendo. A Polícia Militar, desde o primeiro momento, me acalmou, dizendo que eu tinha agido corretamente. A família, os amigos, todos estão me dando muito apoio. Isso é que tem me ajudado a levantar um pouco o astral", disse.

Vítima da violência que assola, cada vez mais, Cuiabá, Mário Roversi não sente orgulho do que fez. "Na verdade eu sinto revolta. Você acha que eu gostaria de sacar uma arma e atirar contra duas pessoas? De matá-las? Alguém, em sã consciência, acha isso legal? É um bem que eu gostaria de angariar pra minha vida? Não, com certeza não", afirmou.

quarta-feira, 16 de março de 2011

Nova lei poderá criar duas categorias de servidores em Pompéu.

Servidores enchem o plenário da Câmara de Pompéu.
O polêmico projeto de lei que autoriza  o executivo de Pompéu, Centro Oeste de Minas, a reduzir o valor pago por um adicional poderá criar um situação inusitada no funcionalismo publico municipal, servidores com a mesma função vão receber salários diferentes. Caso o projeto seja aprovado servidores que tem direito a insalubridade passarão a receber o adicional baseados no salario mínimo independentemente da remuneração da categoria a que pertencem. Ocorre que um grupo de 80 servidores entrou na justiça e já tiveram uma  vitoria em primeira instância. O blog apurou com juristas que estas pessoas receberão de acordo com a lei atualmente em vigor que prevê que o adicional seja calculado sobre o vencimento básico da categoria e não sobre o salario minimo. Desta forma haverá duas categorias de servidores, os que entraram na justiça receberam um adicional de insalubridade maior que os que não entraram, mesmo exercendo a mesma função.


Corrida contra o tempo.

Uma fonte da Prefeitura confidenciou ao blog, sob a condição de seu nome ser mantido no anonimato, que a urgência do executivo em aprovar o projeto se dá justamente por esta razão, pois todos que ingressarem com uma ação judicial antes da aprovação do projeto receberão o adicional de acordo com a lei que está em vigor e que prevê que o calculo seja feito sobre o vencimento do servidor e não sobre o minimo como quer o executivo.

Votação.

Na próxima segunda o projeto deverá ser votado, até agora nada está definido, os servidores tem comparecido em massa nas reuniões e pressionam os vereadores favoráveis ao projeto para que mudem seu voto, prometem espalhar mil cartazes pela cidade com a foto dos Vereadores que eles chamam de "inimigos dos servidores". Uma servidora da saúde afirmou ainda ao blog que eles vão organizar grupos de campanha na época da eleição para tentar impedir que os Vereadores que votaram contra seus interesses sejam reeleitos.

terça-feira, 15 de março de 2011

Policia mata um dos homens que assaltaram comerciante em São Paulo.


Um comerciante foi baleado durante uma tentativa de assalto em Osasco, na Grande São Paulo, nesta segunda-feira (14). A vítima estava com R$ 68 mil em dinheiro e estava a caminho de um banco para fazer um depósito. O homem não reagiu, mas mesmo assim foi atingido por quatro tiros. Os criminosos fugiram sem levar nada.
O crime aconteceu perto do mercado do comerciante, no Jardim d’Abril. Dois suspeitos abordaram Elias Pereira Barros, de 56 anos, quando ela estava na calçada.
Uma câmera de monitoramento da Prefeitura de Osasco registrou o momento em que os assaltantes fugiram após atirarem na vítima. Eles saíram de moto. O comerciante caiu na calçada após os disparos e logo foi cercado por pessoas que passavam no local.
Imagens da câmera de segurança de uma loja mostram os ladrões fugindo. Um policial militar que estava do outro lado da rua percebeu o assalto, sacou a arma e atirou contra os criminosos.
Um dos disparos atingiu o pneu da moto na qual eles estavam. Policiais das Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota) iniciaram uma perseguição pelo bairro. Um dos criminosos conseguiu fugir. O outro trocou tiros com os policiais e morreu.

Um a menos. Polícia manda assaltante para o alem e liberta refem.

Um assaltante foi morto na noite de segunda-feira (14) durante uma tentativa de assalto a uma farmácia, em Garanhuns (PE). De acordo com a Polícia Militar (PM), o assaltante fazia a atendente do estabelecimento refém e foi morto por policiais que negociavam a liberação da vítima ao ameaçá-la com uma faca.
"Nós contamos com a presença de dois juízes e um promotor durante as negociações, e chegamos a oferecer a ele [o assaltante] um carro para que ele fosse embora sem ser perseguido. Infelizmente, no entanto, ele estava irredutível, queria que esvazíassemos a rua. Só tomamos essa medida depois de perceber que perderíamos a vítima caso não interferíssemos", diz ao G1 o major Abel Ferreira Junior, comandante do Batalhão da Polícia Militar de Garanhuns.
Ainda de acordo com a PM, a farmácia havia sido invadida por dois homens, mas um deles fugiu antes da chegada da polícia ao local. Policiais civis, militares e homens do Corpo de Bombeiros acompanharam as negociações, que duraram mais de três horas.
"Quando ele colocou a vítimas de joelhos, e começou a ameaçá-la com uma faca, decidimos atirar", afirma Ferreira Junior. A vítima foi levada a um hospital na cidade em estado de choque. Ela passou por uma avaliação, foi medicada e já está em casa.

Doutrina militarista cria Soldado que sente prazer em matar. Jason mata por diversão;

O Soldado Jason, mas não é o de Sexta Feira 13.
Sexta Feira 13 na PM


O soldado Jason Ferreira Paschoalino, acusado de envolvimento nas mortes de dois moradores do aglomerado da Serra, no último dia 19, confessou ter sido ele o autor dos disparos à queima-roupa contra as vítimas. Preso há 19 dias, o soldado fez as revelações a psiquiatras e assistentes sociais da Polícia Militar que o visitam diariamente no Batalhão de Vespasiano, na região metropolitana, onde ele está detido.

Na versão que deu sobre o crime, à qual a reportagem de O TEMPO obteve acesso com exclusividade, o policial do Batalhão de Rondas Táticas Metropolitanas (Rotam) revelou uma personalidade que impressionou a equipe médica pela frieza. Disse que não se arrepende de ter matado os dois e chegou a zombar das vítimas. Nas várias horas de conversa com os especialistas, contou que entrou na Polícia Militar por diversão, "pelo prazer de matar".

Aos médicos e assistentes sociais, Jason assumiu sozinho a autoria dos disparos que mataram os moradores e disse que Jeferson Coelho da Silva, 17, foi executado porque tentou proteger o tio Renilson Veriano da Silva, 39, que, na versão do soldado, havia sido procurado pelos militares da Rotam para entregar o dinheiro de uma propina, pois teria ligação com o tráfico de drogas no morro. Na versão oficial da PM e de testemunhas, no entanto, nenhum dos dois tinha passagem pela polícia. "A frieza dele nos deixou chocados. Ele disse que não se arrepende", revelou uma fonte da Polícia Militar.

No dia 23 de fevereiro, quando foi preso, o soldado chegou a sorrir para os fotógrafos e cinegrafistas que o esperavam na porta do Instituto Médico Legal (IML), onde ele fez o exame de corpo de delito. Situação que, segundo a equipe que o atende, vem se repetindo dia após dia na carceragem.

Família.Apesar da aparente frieza em relação ao crime que provocou reação da comunidade da Serra, um ponto parece incomodar o soldado Jason. Casado há apenas seis meses com a estilista Bruna Rodrigues Gomes Costa, o policial demonstra nas entrevistas medo de que a mulher seja prejudicada profissionalmente com o escândalo.

Militares do Batalhão de Vespasiano confirmam que Bruna tem visitado o marido com frequência, mas as visitas acontecem quase sempre à noite. Procurada pela reportagem, a estilista não quis comentar o envolvimento do marido no crime e fez críticas à imprensa. "Sou formada em comunicação social e acho que a imprensa está exagerando. Estão expondo nossas vidas e julgando os meninos (policiais). Estão passando dos limites para vender uma manchete mais rentável", limitou-se a dizer.
Sigilo. Na cúpula da PM mineira, o escândalo envolvendo o soldado Jason é tratado com total sigilo.
 Nos bastidores, a informação é de que ele pertence a uma família de policiais de alta patente, influentes na corporação. Justamente por isso, o caso estaria sob o controle direto do alto comando da polícia. Os relatórios sobre as sessões com o soldado são mantidos a sete chaves. Uma tia do soldado disse que a família não dará entrevistas.

sábado, 12 de março de 2011

Depois de perder na justiça Executivo de Pompéu tenta mudar lei para pagar menos seus servidores.

Acácio Maciel, Experidião, Renata, Dr. Leonardo Carraro do Sindicato dos Servidores 
Pompéu uma cidade próspera do Centro Oeste de Minas, é uma das poucas cidades que ainda não paga adicional de insalubridade aos seus servidores que tem direito. Este descaso com o  servidor vem se arrastando anos a fio. No mandato passado o ex prefeito Joaquim Higino enviou para a Câmara um projeto de lei regulamentando o adicional, ele foi aprovado em regime de urgência pelos Vereadores, mas os servidores ficaram a ver navios e o adicional nunca foi pago.


Ganho na justiça.



Cansados de esperar a boa vontade dos políticos, um grupo de servidores se juntou e entrou na justiça pedindo o cumprimento da lei,  ganharam na justiça em primeira instância, mas o município utilizou o chamado "jus esperniandi"  e recorreu da decisão da justiça de Pompéu para estância superior.

Depois de perder no tapetão Prefeitura tenta "dar chapéu" nos servidores.
Servidores prometem divulgar cartazes com fotos dos vereadores "inimigos"..

Com a expectativa de perder também nas outras instâncias da justiça e ser obrigado a pagar o adicional de insalubridade aos servidores, o executivo enviou para a Câmara Municipal de Pompéu um projeto de lei que reduz o valor do adicional a ser pago  aos servidores conforme está na lei em vigor. Funciona assim: o funcionário que executa atividades consideradas insalubres (que corre risco de se contaminar no trabalho) fariam jus ao adicional de 10, 20 e 40 % do seu vencimento básico dependendo do grau de risco a que está exposto. Na lei que está em vigor e que foi aprovada na Câmara Municipal, esse percentual incidiria no vencimento básico do servidor ou seja um Operário da Coleta de Lixo (Lixeiro) que recebe em torno de 600 reais receberia o adicional calculado baseado nos 600 reais, já um Coveiro que recebe em torno de 900 reais receberia o adicional baseado nos 900 reais, a nova lei que vai ser votada autoriza o executivo a pagara a todos os servidores se baseando exclusivamente no salario minimo, isso significará uma grande perca para aqueles que recebem acima do minimo.

Mudança na base de calculo.

Com a mudança que está sendo proposta agora pelo executivo todos os servidores que tiverem o direito a insalubridade só vão receber sobre o salario minimo ou seja mesmo que o servidor ganhe mais ele só irá receber sobre o minimo.



Pressões.

Na Câmara, os Vereadores vem recebendo pressões de todos os lados, o executivo ameaça cortar a regalias dos Vereadores de sua base que votarem contra o projeto, já os servidores que encheram o plenário da Câmara, na reunião da ultima quarta feira, prometem intensificar o corpo a corpo e divulgar mil cartazes com fotos dos que eles chamam de "Vereadores inimigos do servidor", e assim cada um puxa a corda para seu lado. Na próxima segunda o projeto deverá ser votado. O placar está apertado, 5 a 4 contra os servidores, mas basta a eles conquistarem um Vereador e o projeto será derrubado, não se sabe se desta vês os Vereadores considerados "vulneráveis" serão escondidos pela tropa de choque do executivo como ocorreu na época da eleição para a presidência da Câmara.
Na ultima reunião o Vereador Experidião Porto (PV) sugeriu a criação de uma comissão de servidores e Vereadores para que seja a berta a negociação nos moldes que foi feito pelas Professoras a ideia foi bem aceita "uma solução negociada seria a melhor saída para os dois lados mas se não houver acordo estaremos juntos com os servidores pois sabemos que é justa a reivindicação, espero que o bom senso prevaleça" afirmou Porto na tribuna da Câmara.

sexta-feira, 11 de março de 2011

Moça é encontrada morta com dois tiros na cabeça em Nova Serrana.

video
Moça aparentando 25 anos encontrada morta na zona rural de Nova Serrana,

 nem mais as mulheres escapam da violência na cidade.
Uma moça aparentando 24 anos foi encontrada morta em uma estrada vicinal próximo da rodovia que liga a cidade de Nova Serrana a Leandro Ferreira. Segundo o Perito da Polícia Civil Experidião Porto que esteve no  local ela foi executada com dois tiros na cabeça por um revolver calibre 38. Até o fechamento desta matéria ela ainda não tinha sido identificada. Quem possuir alguma informação sobre o caso poderá entrar em contato com o telefone 181 sem se identificar.

Concurso da Prefeitura de Bom Despacho abre inscrições

A Prefeitura Municipal de Bom Despacho, no Estado de Minas Gerais, abriu o concurso público  que visa o preenchimento de diversas vagas para cargos como artesão, assistente social, armador, agente comunitário de saúde, motorista, médico, enfermeiro, entre outros. Os candidatos no processo poderão receber um salário que chega a R$ 1272.
As inscrições deverão ser feitas pelos candidatos através do endereço eletrônico, até o dia 18 de março de 2011. O valor da taxa de inscrição vai de R$ 13 a R$ 26.
As provas objetivas serão aplicadas no dia 3 de abril, em horário e local a serem confirmados posteriormente.

quarta-feira, 9 de março de 2011

Trânsito mata no carnaval.



Uno estava cheio de produtos comprados para serem revendidos no carnaval.
Mais de 130 pessoas já morreram nas estradas brasileiras durante o carnaval. Em Minas, são quase 30 mortos. Uma batida em Nova Serrana, no centro-oeste do Estado, faz parte dessa estatística.


O acidente ocorreu na BR-262 perto do trevo que liga a BR-494 a Nova Serrana, na tarde desta segunda-feira. O motorista do Uno, Márcio Souza Ferreira, de 46 anos, morreu no local. O filho dele de 25 anos e o motorista da Strada, de 27, foram socorridos em estado grave.

"Há indícios de que o Uno tenha perdido o controle e se chocou contra a Strada no centro da pista", afirma o perito da Polícia Civil Experidião Porto.

A polícia continuará a fazer as medições para chegar à causa do acidente.

Pompeano Professor da UFMG teve de ir embora de Pompéu devido ao barulho dos carros de som .

Dr. Francisco Eduardo de Campos ilustre pompeano chamado pelos amigos em Pompéu de Edú do Tunico do Xisto.
Prezado primo Experidião
Concordo plenamente com seus comentários sobre o nível insuportável e desrespeitoso de ruído existente nas imediações de onde tentei me hospedar no sábado passado (Pça Levi Campos com Messias Jacob). Qualquer decibelímetro ali apontaria a faixa perigosa provodadora de surdez. Cheguei a acionar a Polícia Militar, lembrando-me de minha experiência antiga de médico do trabalho, mas foi insuficiente. Tomei uma iniciativa particular que foi me retirar da cidade, antecipando meu retorno a Belo Horizonte.
Ao contrário do que outros postam aqui o respeito às leis e a convivência devem ser uma norma geral da sociedade. Pessoas que pagam seus impostos não têm que alugar suas casas e ir para as fazendas. Ao contrário, os proprietários de infernais máquinas de som é que deveriam comprar headfones e ouvir a música, na altura que quisessem, mas romper apenas os próprios tímpanos e não o de pessoas ordeiras que pagam seus impostos e não optaram por ouvir música chula de quinta qualidade que não mereceria sequer ir para a lixeira.
Você, primo, como vereador, poderia ter uma iniciativa de uma lei do silêncio, o que vi acontecer em Belo Horizonte, onde um enorme estabelecimento vizinho a minha casa foi enquadrado seguidamente a ponto de deixar de incomodar à vizinhança.
Creio que a passividade de nossa boa gente tem que por um fim a este problema. Uma vez na Suiça vi polícia intervindo porque o vizinho acionou repetidamente a descarga sanitária durante a madrugada!
O problema não era apenas estético ou de mal gosto, era de saúde mesmo, não há timpano que resista a este nível de ruído.
Tenho tido um ótimo diálogo com o Prefeito Municipal, ajudei o que pude em relação ao aperfeiçoamento do SUS em Pompéu enquanto era dirigente do Ministério da Saúde e faço a ele um apelo para que aja, fazendo o que lhe couber no sentido de coibir este enorme abuso.







Breve currículo
Médico sanitarista, mineiro, Campos possui uma longa trajetória na área de recursos humanos em saúde e na formação e desenvolvimento de profissionais de saúde, tendo atuado no Brasil e no exterior.
Com trabalho intimamente relacionado ao desenvolvimento do Departamento de Medicina Preventiva e Social da Faculdade de Medicina da UFMG, foi coordenador e um dos criadores do Internato Rural da UFMG, hoje Internato em Saúde coletiva, assim como também coordenou a residência em Medicina Social.
Em 1985, há 22 anos portanto, foi o primeiro a dirigir a recém-criada Secretaria de Recursos Humanos do Ministério da Saúde no período democrático.

*Francisco Eduardo de Campos é médico e professor titular da Faculdade de Medicina da UFMG.

terça-feira, 8 de março de 2011

Jovem morre no camarote do Reduto no carnaval de Pompéu

Um folião de 26 anos passou mal e morreu na noite deste domingo em Pompéu, na região central de Minas Gerais. Ele estava com amigos curtindo o carnaval no camarote do Bloco Reduto, o mais tradicional da cidade, quando começou a se sentir mal, por volta das 23h.

De acordo com a Polícia Militar, os amigos solicitaram atendimento médico ainda no camarote, onde a vítima recebeu os primeiros socorros e foi encaminhada para o Pronto Atendimento, mas já chegou ao hospital sem vida.

Os médicos suspeitam de overdose, mas a causa da morte só será confirmada após resultado de exames. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Bom Despacho e os policiais não souberam identificar a vítima, mas afirmam que é um turista.

segunda-feira, 7 de março de 2011

Falta de controle dos carros de som transforma a vida dos moradores do centro de Pompéu em um inferno.

O carnaval de Pompéu, centro Oeste de Minas, tinha tudo para ser um sucesso total, o Bloco Reduto fez um dos melhores carnavais de sua história, em respeito aos moradores construiu a cidade do Reduto, uma área distante de residencias e que contava com uma boa infra estrutura. Alegria, descontração e segurança agradaram os foliões de diversas partes do Brasil.
Só mesmo com um super ouvido para aguentar a barulheira que tomou conta  do centro da cidade de Pompéu. Como os moradores do centro não tinham como viajar para Kripton, onde o super homem (foto) nasceu tiveram de suportar o barulho em suas casas na cidade onde o direito dos idosos não são respeitados.
Infelizmente o a Secretaria da Cultura não teve pelo povo de Pompéu o mesmo respeito que teve o bloco reduto autorizou e emitiu alvará  para que que dezenas de carro de som de alta potencia se instalassem em uma área residencia do centro da cidade, um local predominantemente residido por pessoas idosas.
Enquanto pessoas pulavam sobre os carros de som, comerciante tinham seu negocios prejudicados pelo barulho intenso e moradores tinham de abandonar suas casas para fugir do barulho infernal.
Até os comerciantes e barraqueiros do carnaval reclamaram do barulho dos carros de som, desrespeito, esta palavra define o tratamento dado aos moradores da região central da cidade.
O vereador Experidião Porto (PV) afirmou que irá tomar as providências para que isso não volte a ocorrer no próximo ano "apoiamos o carnaval em Pompéu sabemos que ele traz muitos recursos para a cidade, o Reduto deu um show de competência e de respeito, mas o poder publico fornecer alvará para que aqueles carros que tem mais potencia de som do que o trio Elétrico do Reduto e  infernizar a vida dos cidadãos que mora na rua Messias Jacob foi uma grande falta de consideração com essas pessoas, soube que alguns vizinhos do local idosos chegaram a passar mal, podem ter certeza que não vamos permitir que isso torne a acontecer no ano que vem"afirmou Porto que ficou impressionado com a potência do som das camionetes.
Espera-se que no próximo ano o poder público municipal aprenda com o bloco Reduto e tenha mais consideração  com o povo que reside no centro da cidade e que já tem transtornos de sobra com dificuldades de locomoção até suas casas.

Veja no vídeo abaixo o caos que se instalou na Rua Messias Jacob.

domingo, 6 de março de 2011

Com um dos piores salários do Brasil Delegados de São Paulo são suspeitos de fraude em compra de terno.

SÃO PAULO - Cerca de 60 policiais civis que trabalham nos aeroportos de São Paulo têm ordem para usar terno. A determinação é para os investigadores que atendem o público e são ligados ao Departamento de Identificação e Registros (Dird). Eles foram convocados para tirar medidas para o terno pelo próprio diretor do departamento, o delegado Pedro Herbella, que pode estar envolvido em um caso de desvio de dinheiro na compra das roupas.

Em uma circular, o delegado especifica a fábrica onde o terno e as camisas podem ser comprados. No documento, ele indica até como chegar ao local, em Cotia, na Grande São Paulo. Os ternos prontos, no entanto, deveriam ser retirados na diretoria do próprio Dird, mediante a assinatura de um recibo de R$ 300. 
Porém, no documento que os policiais foram obrigados a assinar, não há menção à compra de ternos. O recibo dá outra justificativa para o gasto de R$ 300 por investigador: despesa com operações sigilosas. 

A medida revoltou um grupo de investigadores. É que o valor do recibo equivale a mais do dobro do preço real da compra. A vitrine na loja da fábrica que vendeu os ternos estampa o preço do conjunto de terno, camiseta e gravata: R$ 129. De acordo com a vendedora, para compras no atacado, o cliente ganha 10% de desconto. Como cada policial tem ainda uma camisa extra no kit, o preço de atacado fica em R$ 143.
Pelo preço da loja, 60 kits sairiam por R$ 8.580. Pelo valor dos recibos, a despesa sobe para R$ 18 mil. Segundo a vendedora, foi o próprio delegado quem comprou as peças, pelo valor de R$ 8.580, e pagou em dinheiro.
Herbella confirma que pagou R$ 143 por kit e diz que no recibo de R$ 300 que cada policial assinou estavam incluídos outros gastos. 

- É o terno, o que o policial comeu, é o que viaja. Não tem maracutaia, não tem desvio, não tem sobrepreço, não tem nada não - afirmou Herbella.
Depois da entrevista, o delegado informou que vai apurar quem mandou fazer os recibos com o dobro do valor da despesa. 
São Paulo é um dos Estados em que a Polícia  Civil tem os menores salários.
Matéria copiada do site Flit paralisante 


Primeira noite do Carnaval em Pompéu foi um sucesso.

Mesmo com muita chuva, o Carnaval da Cidade de Pompéu, Oeste de Minas, teve grande participação, foliões de todo o Brasil vieram para a terra de Dona Joaquina. O bloco Reduto foi  o grande responsável pelo empreendimento que certamente trará muitos recursos financeiros para a cidade, diversas pessoas alugaram suas casas para os turistas que encheram as ruas de Pompéu. Mesmo debaixo de muita chuva as pessoas participaram animadamente da festa.




Lado negativo.

O lado negativo ficou por conta da desorganização por parte de poder público, a região central da cidade foi tomada por enormes carros de som que infernizaram a vida dos moradores da região central em sua maioria idosos. O som ensurdecedor começava as 10 horas da manhã e se prolongava noite adentro.
 O blog vai voltar no assunto na próxima edição.