Postagem em destaque

Polícia prende suspeito de ter matado Coronel e criança em Bom Despacho.

O jovem possui uma extensa ficha criminal e existe em seu desfavor um mandado de prisão preventiva. Publicado em 21/11/2017  Darlan Rod...

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Crime se muda para a "Roça".



Homicídios aumentam nas cidades do interior de Minas e assustam moradores e autoridades policiais


CARLOS ROBERTO
execução
Execuções e queimas de arquivo normalmente estão ligadas às dívidas de drogas e disputas


O avanço do tráfico de drogas no interior do Estado e em cidades da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) está provocando uma onda de violência e o aumento no número de assassinatos. Em algumas localidades, o número de mortos no primeiro semestre deste ano já supera o de todo o ano passado.

Em Muriaé, na Zona da Mata, a população está assustada com a escalada da violência. Em todo o ano de 2010 foram registrados dois homicídios. De janeiro a maio deste ano, o número de vítimas já chega a 13 – uma escalada de 550%.

Em Ubá, na mesma região, foram três pessoas mortas de janeiro a maio do ano passado. No mesmo período de 2011, já são dez, um incremento de 233%.
Outro fato que preocupa as autoridades é o envolvimento de adolescentes nos crimes. Em Governador Valadares, no Leste do Estado, por exemplo, eles integram gangues que disputam os pontos de venda de drogas.

Na Região Metropolitana de Belo Horizonte, houve crescimento no número de assassinatos em Contagem, Betim, Vespasiano, Ibirité e São Joaquim de Bicas. A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) não informou os números, mas o crescimento foi confirmado pela Polícia Militar. Em Santa Luzia, foram 41 assassinatos de janeiro a maio deste ano, contra 34 registrados em igual período do ano passado (alta de 20,5%).

“O aumento no número de homicídios é reflexo das brigas de gangues pelos pontos do tráfico de drogas. Para reduzir o número de homicídios, estamos intensificando as operações para prender os traficantes. Já são 40 prisões de criminosos envolvidos em homicídios só neste ano”, afirma o delegado do município, Christiano Xavier.
Enquanto a criminalidade e o tráfico migram para o interior, em Belo Horizonte o número de homicídios tem se mantido. Nos cinco primeiros meses deste ano foram 321 assassinatos, contra 330 registrados em igual período do ano passado.

“A Polícia Civil em Belo Horizonte conseguiu mapear os crimes e levantar as gangues responsáveis pelos assassinatos. Com o trabalho integrado com a Polícia Militar, estes marginais fugiram para o interior ou para a Região Metropolitana com medo de serem presos”, analisa o advogado Enir Lemos, especialista na área criminal.
Enir cita como medida para frear a criminalidade o mutirão do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). Em todo o país, são 155 mil homicídios registrados até dezembro de 2007 que não tiveram a autoria apurada. Segundo o advogado, no Estado são 20 mil, sendo que 12 mil deverão ser arquivados no Estado por falta de prova e de informações dos criminosos. “Por falta de pessoal, a Justiça não consegue julgar de forma rápida os pedidos de prisões”, afirma Enir Lemos.
Com sucursais

Goleiro Bruno nega ter matado ex-namorada Eliza Samudio


O goleiro Bruno, acusado da morte de Eliza Samudio, participou de audiência na assembleia legislativa de Minas Gerais. Ele voltou a negar o crime e acusou um delegado de ter pedido dinheiro para que lhe desse a liberdade.

Sung-bong Choi incrível - Vale a pena ver

terça-feira, 28 de junho de 2011

Com a Polícia Civil em greve todo tipo de muamba é encontrada dentro da cadeia de Pompéu.


No dia 28 de Junho de 2011, por volta das 1:00 horas, na cadeia pública local, localizada à  Praça BENEDITO XAVIER nr 125 no Centro, foi realizada uma Operação de Busca e Revista  onde foram encontrados e apreendidos os seguintes materiais; um aparelho de celular Nokia, dois fones de ouvido, um carregador de bateria de celular Nokia, dois rádios portáteis, um chuveiro, várias barras de ferro, duas resistências de chuveiro, fios ligados a uma colher (utilizado para aquecer água) e uma sacola com algumas embalagens de shampoo. Todos os materiais foram apreendidos e passados para a Autoridade de Polícia Judiciária. Todo procedimento foi acompanhado pelo Promotor de Justiça, o Presidente do Conselho da Comunidade e a Secretária do Consep. Foi registrado Boletim de Ocorrência.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Cadeia de Pompéu pode bater recorde de fulgas de presos.

             No dia 26 de Junho de 2011, por volta das 21:oo horas, na cadeia pública local, Praça Benedito Xavier nr 125 no Centro, durante o serviço de guarda de cadeia o  policial percebeu uma movimentação suspeita na cela 07, sendo que possivelmente os detentos da referida cela estariam tentando fugir. Imediatamente foi acionado apoio Policial e foi efetuada uma busca/revista, na cela 07 onde  constou-se que na parede da cama superior do lado do pátio da fabrica de bloquetes, havia um buraco de aproximadamente 06 centímetros iniciado.  Que verificar do lado externo da cela, na área pátio, foi constatado  indícios que a parede teria  sido perfurada também . Que no interior da cela , logo abaixo das barras de ferro que da acesso ao pátio, foi encontrado um vergalhão contorcido de aproximadamente 70 centímetros de comprimento, que foi usado na perfuração do buraco.  Foi realizado remanejamento dos detentos entre as demais celas e registrado o Boletim de Ocorrência Policial.

O Galo Musico.




Era um galo cantor
Só cantava antes do Sol
Crente que trazia a luz
Crente que fazia o Sol nascer
Amanhecer
Clarear

Esse galo cantor
Uma vez acordou
E já era claro
Mas nem por isso o galo se calou
O galo cantou
E nesse dia o galo clareou

BREVE HISTÓRICO DA BANDA DE MÚSICA “CELSO MÁXIMO PEREIRA”

A Banda de Música “Celso Máximo Pereira” se originou de várias bandas que existiram em Pompéu. A primeira se chamava “Banda de Música Irmãos Unidos” , que foi fundada em 1906 pelo reverendíssimo pompeano Padre João Porto e seu primeiro maestro se chamava Tibié. Com o passar dos anos Padre João Porto vende a banda para a família de Leonídio Correa e passou a se chamar “Euterpe Correa”, esta, infelizmente acabou cedo.Em 1920, chega em Pompéu a família do Sr. Nunes da cidade de Pitangui, Nunes passou para os filhos o ofício da música e formou uma pequena banda chamada de “Banda JAZZ” que encantava vários bailes na cidade que ainda chamava Buriti da Estrada. Já em 1940, chega em Pompéu um maestro da cidade de Pequi e se casa com a filha do proprietário da fazenda das Cabaceiras, esta banda era formada pelos funcionários da fazenda e o maestro se chamava Licurgo, a banda das Cabaceiras durou cerca de 20 anos. Em 1932 sob a batuta do maestro Eupídio Campos e a união dos músicos Jarbas Dias Maciel, Celso Pereira Maciel, Glicério, João Pimenta, Barnabé Alves de Souza, Toca, Sô Geraldo e Celso Nunes formou a Banda da Cidade de Pompéu. Perto da mesma época houve também a banda do Faetim, que funcionava na Escola José Maria de Carvalho, isto em 1970. Já em 1979 Jarbas Dias Maciel e Celso Pereira Maciel resolvem registrar a Banda da Cidade de Pompeu transformando-a na primeira associação de músicos de Pompéu, com o nome de Banda de Música Celso Máximo Pereira pai do músico Celso Pereira Maciel, por ela passou vários maestros, dentre eles: José Afonso da Silva, da cidade de Pitangui e os pompeanos:Mateus Aguiar, José Carlos da Silva, Alexandre Lacerda, Warlen Silva e a maestrina Fernanda Morato. Hoje contamos com mais de trinta jovens músicos e aprendizes, levando a arte da música à todas as pessoas. Temos e tivemos vários músicos e compositores pompeanos de destaque e importância que contribuíram para a cultura musical em Pompéu e fora, como Coronel Celino Campos, Capitão Olímpio, Padre João Porto, José Porto, Eupídio Campos,Maria Mercês Santos, compositora do hino a Pompéu, Faeti, Jarbas Dias Maciel que foi fundador e presidente da nossa Banda por mais de vinte anos, Celso Pereira Maciel co-fundador da Banda, Mateus Porto, Orlando Porto que teve uma música de sua autoria gravada por Paulinho da Viola, Wagner Porto que foi maestro em São João Del Rei, e Alexandre Lacerda que compôs o hino da cidade de Papagaios, musicólogo em São João Del Rei,foi maestro da nossa Banda, da Banda Sinfônica da UFMG, e atualmente regente da Banda de Música Santa Cecília em Barão de Cocais.


domingo, 26 de junho de 2011

Mataram mais um em Pompéu.

                     No dia 25 de Julho de 2011, por volta das 10:30 horas, a PMMG foi solicitada a comparecer à rua Maria Madalena de Barcelos, bairro Belvedere, onde segundo solicitante havia um indivíduo caído ao solo já sem vida. A PM constatou uma perfuração na cabeça proveniente de uma arma de fogo. A vítima era conhecida no meio policial por envolvimento com drogas na cidade. A Perícia foi acionada e efetuou seus trabalhos liberando o corpo para ser necropsiado na cidade de Bom Despacho. Segundo solicitante, na madrugada desta data, por volta da 01:30 hora, ouviu-se vários disparos provenientes de arma de fogo no local citado, porém somente nesta data que o corpo da vítima foi localizado já sem vida.

De Ladainha para assaltar idosos.

Um homem natural de Ladainha, norte de Minas,  foi preso em Nova Serrana depois de interceptar um casal de idosos que saiu do banco para sacar sua aposentadoria.
Ele fechou com seu veiculo o carro dirigido pelo idoso e ameaçou os dois com uma faca, temendo pela vida eles entregaram o dinheiro.




Em uma operação eficiente a PM de Nova Serrana, que não está de greve, conseguiu prender o assaltante que, apesar das provas negou na Delegacia a autoria do Roubo, porem sua ladainha não convenceu ao Delegado de Plantão que o autuou em fragrante,

Copada de amor: Fábio Junior é ferido em Nova Serrana.


Um briga entre dois pernambucanos por  causa de uma moça acabou em um ferido e um preso nesta sexta em Nova Serrana. Inconformado em ver Fabio Junior beijar uma moça em sua frente Ricardo deu-lhe uma copada e vários sopapos o que acabou em ferimentos e em cadeia. Fábio Junior foi socorrido e depois levado para prestar depoimento na DP de Bom Despacho já Ricardo foi ouvido e liberado.

sábado, 25 de junho de 2011

Policial civil e ex-agente são baleados na zona leste de São Paulo


  • destacar vídeo
  • espalhe por aí
Dê sua nota:623 exibições
O policial conversava com o ex-agente na porta de um bar, quando um atirador chegou e perguntou quem era o Nicolau, nome do policial atingido. Ao confirmar a identidade, ele foi imediatamente alvejado junto com o parceiro. O crime pode ter sido encomendado.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Liberou geral: os bandidos agradecem.


Veja o Desabafo de um Promotor
“Um país sem limites se auto destroi”
Lei 12403 e o desabafo de um Promotor.
Nada é tão ruim que não possa piorar.
Caros colegas, após 15 anos de atuação na área criminal estou pensando seriamente em abandonar a área com a nova LEI 12.403/2011 aprovada pelo CONGRESSO NACIONAL e sancionada em 05/05/2011 pela Presidente DILMA ROUSSEF e pelo Ministro da Justiça JOSÉ EDUARDO CARDOZO.
Quem não é da área, fique sabendo que em 60 dias (05/07/2011) a nova lei entra em vigor e a PRISÃO EM FLAGRANTE E PRISÃO PREVENTIVA SOMENTE OCORRERÃO EM CASOS RARÍSSIMOS, aumentando a impunidade no país. Em tese somente vai ficar preso quem cometer HOMICÍDIO QUALIFICADO, ESTUPRO, TRÁFICO DE ENTORPECENTES, LATROCÍNIO, etc. A nova lei trouxe a exigência de manter a prisão em flagrante ou decretar a prisão preventiva somente em situações excepcionais, prevendo a CONVERSÃO DA PRISÃO EM FLAGRANTE ou SUBSTITUIÇÃO DA PRISÃO PREVENTIVA em 09 tipos de MEDIDAS CAUTELARES praticamente inócuas e sem meios de fiscalização (comparecimento periódico no fórum para justificar suas atividades, proibição de frequentar determinados lugares, afastamento de pessoas, proibição de se ausentar da comarca onde reside, recolhimento domiciliar durante a noite, suspensão de exercício de função pública, arbitramento de fiança, internamento em clinica de tratamento e monitoramento eletrônico).
Para quem não é da área, isso significa que crimes como homicídio simples, roubo a mão armada, lesão corporal gravíssima, uso de armas restritas (fuzil, pistola 9 mm, etc.), desvio de dinheiro público, corrupção passiva, peculato, extorsão, etc., dificilmente admitirão a PRISÃO PREVENTIVA ou a manutenção da PRISÃO EM FLAGRANTE, pois em todos esses casos será cabível a conversão da prisão em uma das 9 MEDIDAS CAUTELARES acima previstas. Portanto, nos próximos meses não se assuste se você encontrar na rua o assaltante que entrou armado em sua casa, o ladrão que roubou seu carro, o criminoso que desviou milhões de reais dos cofres públicos, o bandido que estava circulando com uma pistola 9 mm em via pública, etc. Além disso, a nova lei estendeu a fiança para crimes punidos com até 04 anos de prisão, coisa que não era permitida desde 1940 pelo Código de Processo Penal! Agora, nos crimes de porte de arma de fogo, disparo de arma de fogo, furto simples, receptação, apropriação indébita, homicídioculposo no trânsito, cárcere privado, corrupção de menores, formação de quadrilha, contrabando, armazenamento e transmissão de foto pornográfica de criança, assédio de criança para fins libidinosos, destruição de bem público, comercialização de produto agrotóxico sem origem, emissão de duplicada falsa, e vários outros crimes punidos com até 4 anos de prisão, ninguém permanece preso (só se for reincidente). Em todos esses casos o Delegado irá arbitrar fiança diretamente, sem análise do Promotor e do Juiz. Resultado: o criminoso não passará uma noite na cadeia e sairá livre pagando uma fiança que se inicia em 1 salário mínimo! Esse pode ser o preço do seu carro furtado e vendido no Paraguai, do seu computador receptado, da morte de um parente no trânsito, do assédio de sua filha, daquele que está transportando 1 tonelada de produtos contrabandeados, do cidadão que estava na praça onde seu filho frequenta portando uma arma de fogo, do cidadão que usa um menor de 10 anos para cometer crimes, etc.
Em resumo, salvo em crimes gravíssimos, com a entrada em vigor das novas regras, quase ninguém ficará preso após cometer vários tipos de crimes que afetam diariamente a sociedade. Para que não fique qualquer dúvida sobre o que estou dizendo, vejam a lei.
GIOVANI FERRI,
Promotor de Justiça de Toledo-PR

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Greve continua: Manifestação dos Policiais Civis na Câmara de Divinópolis.

Diretores do Sindpol participam ao vivo do programa O Povo na TV em Divinópolis.

A Delegada Maria Gorete Rios Diretora Seccional de Divinópolis e o Perito Criminal Experidião Porto Diretor Regional falam ao Vivo ao Reporte Marcus Vinicius no programa "O Povo Na TV"

Policiais recebem o carinho e a solidariedade dos Vereadores de Divinópolis

Os Policiais Civis lotaram na tarde desta terça (21) o plenário da Câmara Municipal de Divinópolis, Centro Oeste de Minas. 


Em greve a mais de sessenta dias os Policiais foram recebidos de forma carinhosa pelos Vereadores que hipotecaram de forma unânime seu apoio ao movimento pela valorização da Policia Civil. 
Os Vereadores irão enviar ao Governador do Estado Prof. Antonio Anastasia uma moção de apoio ao movimento grevista. Vários vereadores fararam sobre as carências da Policia Civil. 
A Diretora Seccional de Divinópolis Delegada Maria Gorete Rios falou na tribuna da Câmara sobre as carências da entidade destacando a falta de Policiais e de motivação dos mesmos.

O Diretor Regional de Divinópolis o Perito Criminal Experidião Porto afirmou também na tribuna que muitos Policiais estam abandonando a profissão alguns por problemas médicos devido ao ao auto nível de stress e outros pro desilusão " na policia há muitos problemas, muita pressão, e pouca condição para resolve-los, dá forma em que se encontra hoje a nossa instituição jamais conseguiremos dar ao povo de Minas a segurança que ele merece" afirmou Porto e sua fala.






Os dois diretores concederam várias entrevistas aos órgãos de imprensa que se encontrava presentes na Câmara e após a reunião foram participara ao vivo do Programa "O Povo na TV" apresentado pelo Jornalista Marcus Vinicius na TV Candides.    

O penúltimo pior salário do Brasil é da Policia Civil do Estado de Minas Gerais – Afirmam indignados os policiais na Câmara Municipal de Divinópolis

DiviNews
A Câmara de Divinópolis, durante a seção plenária desta terça-feira (21) recebeu a visita de dezenas de policiais e delegados da Policia Civil de Minas – Além de salários, eles reivindicam melhores condições de trabalho – Segundo a delegada Maria Gorete Rios e o perito Expiridião Porto, a segurança em Minas está um verdadeiro caos

A Delegada Gorete Rios, que acumula várias funções, entre as quais a Delegacia de Mulheres, por total deficiência de pessoal, afirmou que a Policia Civil de Minas Gerais é quem paga um dos piores salários do Brasil. Já chegou a pagar o pior, no momento é o penúltimo salário do país.

Experidião Porto, diretor regional do Sindicato dos Servidores da Policia do Estado de Minas Gerais – SINDPOL/MG, começou sua entrevista ao Divinews, dizendo que o motivo da visita dos policiais à Casa Legislativa era para através dos vereadores pedir socorro à população. 
Alguns policiais presentes à manifestação na Câmara de Divinópolis, chegaram a fazer piada com a sigla PSDB, dizendo que o significado seria “Pior Salário do Brasil”

Todos os vereadores presentes no plenário apoiaram a greve dos policiais civis, a maioria dos discursos foi contudentes contra a politica salarial do governador Antônio Anastasia (PSDB).


Experidião Porto do SINDPOL-MG pede socorro para a Policia Civil de Minas Gerais e Gorete Rios fala da situação caótica de Divinópolis, com apenas seis delegados, incluindo a delegada regional, Aparecida Quadros e o delegado do Detran, com isto a cidade fica com apenas quatro delegados, quando teria que ter no mínomo o dobro. (veja os vídeos)


segunda-feira, 20 de junho de 2011

O OUTRO LADO: POLICIA QUE ENVERGONHA OS POLICIAIS.

O Domingo Espetacular, da Record, exibiu uma importante matéria sobre os
 policiais que se envolvem em crimes e ainda assim continuam na corporação.
Assista aqui:
Quando eu era criança  -e não somente eu, tinha o maior respeito por policiais,
 alimentando, inclusive, o sonho de ser um deles.
E hoje, qual é a visão que as crianças têm dessa categoria? 
Embora toda regra tenha sua exceção, a cada dia que passa a imagem da
 polícia fica mais manchada.
FONTE: PORTAL R7

ESSA É BOA DE SERVIÇO:POLICIAL CIVIL DO DF REAGE E MATA ASSALTANTE




No vídeo, uma policial civil feminina que reagiu a um assalto a um açougue e matou 
um dos suspeitos. Segundo a descrição do vídeo, o fato se deu no Distrito Federal. 
Um dos assaltantes chega a atirar na policial, que aparentemente não foi atingida. 
Situação muito tensa.

Secretaria de Estado de Defesa Social abre processo seletivo em Nova Serrana

Inscrições vão até o dia 27 de junho

A Secretaria de Estado de Defesa Social está com processo de seleção para a cidade de Nova Serrana. São oferecidas vagas para auxiliar de serviços gerais, auxiliar administrativo, auxiliar de enfermagem, analista técnico judiciário, assistente social, enfermeiro, psicólogo e pedagogo. As inscrições vão até o dia 27 de junho. O telefone para outras informações é o (37) 3226-0247.

Mesmo em greve a Polícia Civil de Uberlândia prende acusados de matar empresária



Leandro Martins da Conceição e Nilson Rodrigues
Nilson Rodrigues e Leandro Martins da Conceição

A Polícia Civil apresentou, no fim da tarde deste domingo (19), Nilson Rodrigues (19) e Leandro Martins da Conceição (18), acusados do assassinato da empresária Jussara Carolina de Paula Favarini, de 26 anos. Ambos confessaram ter roubado, estuprado e matado a vítima.
Eles foram presos na noite de sábado (18), no bairro Custódio Pereira, zona leste de Uberlândia. De acordo com o delegado regional da Polícia Civil, Samuel Barreto, o plano da dupla era apenas fazer um roubo. “Como viram que ela não tinham dinheiro, pegaram o carro e se dirigiram rumo à BR 452 e lá a violentaram”, disse. Leonardo Correa Dantas, de 36 anos, também foi preso acusado pela receptação de um macaco e um estepe do carro da vítima.
De acordo com os acusados, Jussara estava em frente a uma academia no bairro Fundinho, na região central, quando foi abordada. Eles rodaram pela cidade por cerca de uma hora e meia, e resolveram levar a jovem para uma estrada vicinal, próximo à penitenciária Pimenta da Veiga. No local, ela foi estuprada e morta. Leandro Martins afirmou não ter violentado a empresária. “E só assassinei, dei tiros na cabeça dela”, afirmou. Nilson Rodrigues contrariou o comparsa e contou que foi Leandro quem decidiu matá-la, para não ser reconhecido. “Fomos nós dois (que estupraram). Fui eu e depois ele. Ele (Leandro) falou que ela (Jussara) já o tinha visto e que ia reconhecê-lo. Vamos matá-la”, disse.

Assista parte da entrevista com Leandro Martins, um dos acusados CLIQUE AQUI: CORREIO DE UBERLANDIA

Dois a menos: Policial reage a assalto e mata dois adolescentes na Pampulha, em BH

Roubo aconteceu na noite deste sábado (18) no bairro Trevo.
Na fuga, criminosos bateram carro em árvore e foram baleados.

Do G1 MG
i
Um policial civil de 30 anos reagiu a um assaltou e baleou dois adolescentes na noite deste sábado (18) no bairro Trevo, Região da Pampulha, em Belo Horizonte. Eles não resistiram aos ferimentos e morreram. De acordo com a Polícia Militar (PM), o homem estava dentro do carro quando foi abordado pelos criminosos.
Durante a fuga, com a vítima dentro do veículo, o rapaz que dirigia perdeu o controle da direção e bateu em uma árvore. O homem reagiu e atirou nos suspeitos.
Ainda segundo a PM, os suspeitos tinham ficha policial por furtos e roubos. No local foi encontrada uma garrucha que, possivelmente, foi a arma usada pelos adolescentes para fazer o assalto
 

sábado, 18 de junho de 2011

Saga do desentendimento e da reconciliação entre Peritos e Investigadores.

Dra. Celene Perita Criminal e Diretora do Sinpol em Pouso Alegre.
Tudo começou com o movimento pela Valorização da Polícia Civil de Minas, lançado pelo Sindpol que é o Sindicato que representa todas as categorias da Policia. Este movimento buscava pressionar o Governo de Minas por uma maior valorização das carreiras da PC Mineira.


Depois de convidar por diversas vezes a entidade que representam Peritos, eles não se dispuseram a participar  da pauta de reivindicações que seria apresentada ao Governo, isso antes da eleição. Depois de conversar com o Sindepo, que é o Sindicato exclusivo dos  Delegados de Minas, foi elaborada uma pauta de reivindicações na qual, entre outros pontos reivindicava-se a equiparação dos vencimentos entre Investigadores e Peritos e o de Delegado com Defensor Público.

Os Investigadores que recebem em torno de 2 mil reais, reivindicavam passar a receber o vencimento inicial do Perito sem os 40% de adicional, cerca de 5 mil reais.

O que parecia ser uma reivindicação justa, foi mau interpretada por muitos e transformada em um cavalo de batalha pelos Presidentes  passar ada Acemg e Sindpecri que diziam que o que os Investigadores queriam era reduzir o vencimento doo Perito.

A briga

Experidiao Porto e outros Diretores do Sindpol
Passada a eleição com a reeleição do Governador os representantes sindicais começaram a cobrar os compromissos assumidos pelo então candidato ao Governo. Como as reivindicações não foram atendidas, iniciou-se o movimento grevista.

Assustado com a força do movimento, o Governo ordenou que as entidades que representavam as categorias fossem convidadas pelo Chefe de Polícia para uma reunião de negociação.

O Caldo entornou.

Para a surpresa dos representantes do Sindpol, e Sindepo, os Presidentes da Acemg e Sindpecri se posicionaram contra o movimento, sem ouvir suas bases disseram ao Chefe de Policia que os Peritos eram contra o movimento por melhores salários do Sindpol. Isso despertou uma rivalidade sem precedentes.

Até mesmo a PM, que é historicamente contrária as aspirações da PC em Minas, colocou-se na mesa de negociações, seus representantes se sentaram com o Sindpol e uma estrategia conjunta foi traçada, culminaria em uma grande manifestação das duas polícias pelas ruas da capital mineira .

Esta possibilidade provocou arrepios no Governo de Minas e deixou os negociadores governamentais em pânico. A pressão acabou surtindo efeito e levando-os a propor na manhã do dia da manifestaçãoa conjunta, uma proposta de aumento escalonado de 101% de reajuste até 2015.

Esta proposta que acabou sendo aceita por parte da PM, mas gerou também um grande racha naquela instituição.
Os Policiais Militares acusaram seus lideres de traição e grandes feridas foram abertas dentro também daquela instituição. Passaram a "lavar a roupa suja" em publico o que culminou em todo  tipo de insultos entre os que aceitaram e os que achavam que algo melhor poderia ter sido alcançado. 

Afago em troca de nomeação.

Soube-se depois que os Presidentes do Sindpecri e da  Acemg tentavam agradar à cúpula da Polícia na esperança que o Presidente da Acemg, fosse indicado para Diretor do Instituto de Criminalística, o que acabou não acontecendo.

O Sindpol, que possui em seus quadros centenas de Peritos Criminais, apoiou a indicação do atual Diretor, o Perito Abood para o cargo de Diretor, isso despertou ainda mais a ira dos dois Presidentes das entidades  Sindpecri e Acemg que foram preteridos por aquele que afagaram no Governo. Eles não tiveram sua aspiração  atendida e ainda saíram chamuscados do episódio. Depois do ocorrido passaram a encarar os dirigentes do  Sindpol como inimigos.


Retaliação.

Irados com a postura dos dirigentes da Acemg e Sindpecri, alguns grupos de Investigadores solicitaram a publicação de várias notas de repudio, ao que diziam ser o posicionamento dos Peritos a quem chamavam de "Arianos".
Dai pra frente as divergências s e aprofundaram e tomaram proporções inimaginaveis progredindo para insultos de toda a especie.

O posicionamento de confronto foi fomentado pelos Presidentes da Acemg e do Sindpecri e encampado por alguns Peritos novatos. Por outro lado Peritos mais experientes passaram a buscar uma reconciliação.

Uma das vítimas deste confronto foi o próprio Presidente do Sindpecri Wilton Sales que, a muitos anos era lotado Departamento de Tòxicos, onde existe uma pequena Seção de Pericias, Wilton teve de abandonar seu trabalho por vários dias devido as hostilidades  e acabou expulso do local pelos Investigadores e Escrivães. Ele teve de se abrigar em um lugar onde há poucos Investigadores, o Instituto de Criminalistica de Belo Horizonte.

Contra a greve.

Depois que, em uma assembleia, que contou com a presença de todas as categorias da Policia Civil, foi decretada a greve mais uma surpresa , mais uma vez as entidades dos Peritos se opuseram ao movimento.

Essa atitude fomentou ainda mais as hostilidades entre as categorias, e  foi a primeira vez que uma entidade não reivindicou nada para seus associados. Sem reivindicar nada para os Peritos as entidade só apresentaram a reivindicação de que não fosse concedidos aos Investigadores o aumento salarial pretendido, ai o caldo entornou de vez. Isso soou como uma declaração de guerra entre as categorias, dai pra frente, por toda Minas Gerais peritos passaram a ser hostilizados por Investigadores e Escrivães e alguns Peritos passaram a tratar de forma preconceituosa os outros membros da Policia. Investigadores afirmavam que iriam chamar os Peritos para todas as ocorrências e os Peritos afirmaram que os Delegados também iam ter de ir pois sua presença estaria determinada do Código de Processo Penal. A situação ficou crítica.

Mesmo não reivindicando nada para sua categoria, os representantes da Acemg e Sindpecri acabaram apoiando o reajuste concedido pelo Governo depois de muita pressão da PM e do Sindpol, de carona os representantes da Acemg  e Sindpecri afirmaram em reunião com a Chefia de Polícia que concordavam com o indice mesmo não tendo brigado por ele.

Usados pelo Governo.

Espertamente enxergando ali um  racha na categoria,  o Governo passou a usar e fomentar o racha entre as categorias.
Tentou isolar o Sindpol em suas pretensões, mas quando viram que a PM viria junto aceitaram negociar.

O Sindpecri e Acemg  conseguiram arrebanhar o apoio dos jovens Peritos novatos, disseminado a ideia de que a Investigadores queriam ganhar igual aos Perito e que isso significaria uma desvalorização para a categoria.
Na verdade o que os Investigadores reivindicam é que passem a recceber o salario base dos Peritos sem os 40% de risco de contagio.

Reunião no IML.

Depois da denuncia feita pelo Perito Experidião Porto, que é filiado na Acemg a 19 anos, de que as entidades dos Peritos não haviam feito uma assembleia para conhecer a posição dos Peritos,  foi convocada uma reunião que contou com a presença de muitos Peritos até então todas as decisões estavam sendo tomadas unilateralmente só pelos Presidentes das entidades.
Dr. Roberto Simão Ex Presidente da Acemg, líder resposnsaveus pelos 40% de risco de contagio.
Lá deliberaram sobre os posicionamentos a serem adotados pela categoria.

Conciliação.

Preocupados com a dimensão que a coisa tomou, sendo que a rivalidade entre as carreiras passou a colocar em risco até mesmo a integridade fisica dos Policiais e Minas, o Perito Experidião Porto e Roberto Simão, ex presidente da Acemg, propuseram uma reunião para tentar acalmar os ânimos e propor um armísticio .

Na reunião desta sexta (17), a propostas dos Peritos conciliadores foram aceitas e apoiadas por unanimidade pelo Conselho Deliberativo do Sindpol.

Desta forma o Sindpol se comprometeu não divulgar em seu site nenhuma manifestação ofensiva a nenhuma categoria categoria da Polícia Civil.

O Perito Experidiao Porto desabafou "nunca imaginei que o trabalho de bombeiro fosse tão difícil, não sabia  que houvessem tantos incendiários. O pior é que temos de apagar o incêndio das vaidades recebendo as pedradas de um grupo de meninos, dureza viu!"

 Que a paz volte a reinar.

Veja os vídeos da reunião.