Postagem em destaque

Polícia prende suspeito de ter matado Coronel e criança em Bom Despacho.

O jovem possui uma extensa ficha criminal e existe em seu desfavor um mandado de prisão preventiva. Publicado em 21/11/2017  Darlan Rod...

domingo, 28 de setembro de 2014

Mulher é morta com facada pelo companheiro em Bom Despacho


Exibindo IMG-20140927-WA0002.jpgPor causa de ciúme, marido esfaqueou a vítima na barriga e depois fugiu; ela morreu depois de cair na rua em frente ao estabelecimento.


Uma mulher morreu na madrugada deste sábado (27) após ser esfaqueada na barriga pelo marido após uma discussão ocorrida dentro de um bar em Bom Despacho, na região Centro-Oeste de Minas. O motivo da briga seria ciúme. O suspeito fugiu após o crime e não foi mais localizado.
Segundo a Polícia Militar, testemunhas contaram que o casal começou a brigar ainda dentro estabelecimento e logo depois o homem atingiu a barriga da mulher. A vítima, de 28 anos, que tem um filho com o suspeito, chegou a sair do bar e cair na rua.
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado, mas a mulher já estava morta quando chegou na Unidade de Pronto Atendimento (UPA).
Ainda conforme o depoimento de testemunhas, o casal brigava muito e o desentendimento teria começado por ciumes dele com a mulher. O suspeito segue foragido e o caso será investigado pela Polícia Civil. 

sábado, 27 de setembro de 2014

Polícia Federal lança concurso com 600 vagas para agentes; salário é de R$ 7,5 mil

Podem participar candidatos com qualquer curso de nível superior. Do total de chances, 30 são reservadas a pessoas com deficiência. Outros 20% são destinados a candidatos negros


Publicação: 27/09/2014 10:23 Atualização: 27/09/2014 10:26


O edital de abertura da Polícia Federal foi publicado no Diário Oficial da União. De acordo com o documento, são 600 vagas para o posto de agente, com remuneração de R$ 7.514,33, para 40 horas semanais de trabalho. O Centro de Seleção e Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB) é a banca responsável pelo andamento da seleção.

Podem participar candidatos com qualquer curso de nível superior. Do total de chances, 30 são reservadas a pessoas com deficiência. Outros 20% são destinados a candidatos negros. Não há formação de cadastro reserva.

O concurso é composto por provas objetivas e discursivas, exame médico, avaliação psicológica e investigação social. Os candidatos ainda farão curso de formação, de caráter eliminatório, a ser realizado no Distrito Federal em regime de internato entre 3 de agosto e 18 de dezembro do ano que vem.

A primeira fase será aplicada no dia 21 de dezembro, no período vespertino. Os candidatos terão cinco horas para responder 120 questões de certo e errado e realizar redação de, no máximo, 30 linhas – os locais de aplicação deverão ser divulgados pela banca no dia 10 de dezembro.

As disciplinas que vão ser cobradas são língua portuguesa, noções de informática, atualidades, raciocínio lógico, noções de administração, noções de contabilidade, de economia, direito penal, processual penal, direito administrativo, constitucional, e legislação especial.

Já o exame de aptidão física contará com teste em barra fixa, impulsão horizontal, natação (50 metros) e corrida de 12 minutos.

As inscrições custam R$ 150 e podem ser feitas entre os dias 6 e 26 de outubro, pelo site www.cespe.unb.br/concursos.

De acordo com o edital, para a escolha de lotação serão disponibilizadas vagas, preferencialmente, nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia e Roraima e em unidades de fronteira.

Os agentes da PF executam investigações e operações policiais na prevenção e na repressão a ilícitos penais, dirigem veículos policiais, cumprem medidas de segurança orgânica, e desempenham outras atividades de natureza policial e administrativa.

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Policiais civis matam colega que investigava tráfico em Betim.

A Corregedoria da Polícia Civil ainda apura as circunstâncias do crime, mas tudo indica que os atiradores estavam fazendo escolta dos traficantes e receberiam a propina. O investigador baleado participava de uma operação contra o tráfico


Publicação: 26/09/2014 11:00 Atualização: 26/09/2014 11:25

O Fiat Stilo ficou com marcas de disparos após troca de tiros entre os policiais no Bairro Capelinha, em Betim
Dois policiais civis, lotados na 8ª Delegacia Especializada de Homicídios de Betim, foram autuados em flagrante pela morte do investigador Clenir Freitas da Silva, da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Betim. Freitas foi assassinado a tiros no fim da noite de quinta-feira quando participava de uma operação contra o tráfico de drogas, no Bairro Capelinha.

Os suspeitos, Lucas Menezes Meireles e Luno Eustáquio Costa Campos, estão presos na Casa de Custódia da Polícia Civil, na Região Leste de BH, onde permanecerão à disposição da Justiça.

Freitas estava junto com um delegado do 1º DP de Betim em uma Kombi. O veículo estava estacionado no Bairro Capelinha para que os policiais, em campana, observassem o movimento de suspeitos na região. No local, recentemente, houve um duplo homicídio que também era investigado. Os policiais decidiram abordar um suspeito de tráfico que carregava um malote perto de um trailer. Descobriram que no pacote havia R$ 20 mil.

Enquanto se concentraram na abordagem, foram surpreendidos por homens armados que chegaram em um Fiat Stilo de cor amarela. Os homens se aproximaram e atiraram contra Freitas e o delegado. Entre os atiradores estavam os policiais Lucas e Luno. O Stilo pertence, inclusive, à delegacia onde trabalham. 
Houve troca de tiros e o investigador Freitas acabou baleado. Ele chegou a ser levado para a Unidade de Socorro Intensivo (Uai), no Bairro Teresópolis, mas morreu ao dar entrada. O delegado conseguiu se esconder atrás da Kombi e não foi atingido.

A Corregedoria da Polícia Civil ainda apura as circunstâncias do crime, mas tudo indica que Lucas e Luno estavam fazendo escolta dos traficantes e receberiam a propina de R$ 20 mil. Após a troca de tiros, os criminosos fugiram para uma rua sem saída, abandonaram o veículo e entraram em uma mata. Mais tarde, os dois policiais se apresentaram à polícia.

Barbrie: Jovem é amarrado em árvore e queimado em Lagoa da Prata.

                   

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Policial civil é morto por sargento da PM no interior de Minas

O caso aconteceu em Malacacheta. Os policiais militares foram atender a uma ocorrência de perturbação de sossego em que o investigador era o denunciado. Houve briga e confusão

Publicação: 25/09/2014 12:00 Atualização: 25/09/2014 12:06

Um policial civil foi morto a tiros por um sargento da Polícia Militar (PM) no fim da noite de quarta-feira no Bairro Tancredo Neves, em Malacacheta, no Vale do Jequitinhonha. A PM foi acionada para atender a uma ocorrência de perturbação de sossego em que o investigador V.R.F. foi denunciado por colocar o som alto e incomodar a vizinhança. Na abordagem ao investigador, houve tumulto e tiros. 

De acordo com o boletim de ocorrência, o sargento da PM C.S.J., que estava de folga em casa, ligou para o 190 denunciando o som alto do vizinho em um carro. Uma equipe - com dois militares em serviço - foi até o local indicado pelo denunciante, imóvel que pertence à mãe do investigador. Segundo a PM, o policial civil se apresentou na porta da casa com fortes sintomas de embriaguez. Conforme o relato, o investigador questionou a presença da PM na porta da residência em tom agressivo dizendo que não gostou da denúncia feita pelo vizinho. 

Os dois militares que participaram da ocorrência são os sargentos S.M.V. e A .C.S.. Acompanhados do sargento denunciante, eles tentaram conversar com V.para acalmá-lo, mas o investigador insistiu em ofender o vizinho. Os dois PMs em serviço começaram a gravar tudo que era dito por V., com uma câmera digital, pois o investigador insistiu nas ofensas ao vizinho. 

O sargento A .C.S telefonou para o delegado regional da Comarca de Malacacheta para relatar a situação e tentar uma ajuda na negociação. O PM foi orientado a fazer um boletim de ocorrência para que posteriormente fossem tomadas as providências por parte da Polícia Civil. Ao perceber que os militares estavam filmando, V. ofendeu os policiais dizendo que queriam prejudicá-lo com a filmagem. 

Uma confusão se formou e segundo o boletim de ocorrência, V. pediu ao irmão R.R.F. que buscasse sua arma de fogo na casa. O investigador foi para cima do sargento S.M.V, que estava filmando a ação, e jogou a câmera no chão. Os dois se atracaram e o sargento A .C.S interferiu tentando conter o investigador. Os três envolvidos ficaram no chão em luta corporal até que o sargento C.S.J, que denunciou o som alto, gritou: “cuidado, o cara vai atirar”, se referindo ao irmão do policial civil que já estava com arma em punho. 

De acordo com o boletim de ocorrência, V. incentivou o irmão R. atirar contra os militares, se levantou e segurou a arma junto com o irmão. O sargento S.M.V, ainda caído ao solo e diante da ameaça, sacou sua pistola calibre .40 e atirou quatro vezes contra V.. A arma do investigador foi recolhida e ele encaminhado para o hospital municipal pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), onde foi constado o óbito. 

O irmão de V. ameaçou os militares envolvidos na ocorrência dizendo que o assassinato não ficaria daquele jeito. Ele recebeu voz de prisão e foi conduzido para o quartel da PM. Todas as filmagens feitas no local da ocorrência ficaram à disposição do comando da PM local e da Polícia Civil. Um representante da Associação dos Praças Policiais e Bombeiros Militares de Minas Gerais acompanhou o registro da ocorrência. 

A Polícia Civil informou que o caso está sendo registrado na 15º Departamento de Teófilo Otoni e ainda não foram ouvidas todas as testemunhas. O sargento que atirou contra o policial civil se apresentou na delegacia para a autuação em flagrante pelo homicídio. A corporação informou que o investigador foi morto com seis tiros.

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Perito criminal é alvo de investigação após suposta agressão a jornalista

Jornalista disse ter sido agredido durante reportagem em rodovia de MT.

Perito se revoltou com filmagem e derrubou celular de repórter.

Pollyana AraújoDo G1 MT
Um perito criminal está tendo a conduta apurada por uma comissão formada por membros da Auditoria- Geral do Estado (AGE) e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) após suposta agressão a um jornalista, no início deste ano. A agressão, como consta da portaria publicada no Diário Oficial do Estado que circula nesta terça-feira (23), teria ocorrido na BR-163, em Sorriso, a 420 km de Cuiabá, durante a cobertura de um acidente automobilístico na rodovia.
Depois disso, Júnior registrou um boletim de ocorrência na polícia contra o perito pelos crimes de ameaça, abuso de autoridade, obstrução do trabalho de jornalista e danos morais. Também denunciou o caso ao Ministério Público Estadual (MPE). "Ele me falou um monte de asneira, coisas sem fundamento, mas fisicamente nao agrediu nao", contou. Na ocasião, o perito estava na rodovia por causa da morte de um motorista de um carro de passeio após colisão com um caminhão.
A vítima, Júnior da Silva Batista, contou que estava trabalhando como repórter de TV quando o perito o ameaçou e impediu que fizesse um vídeo pelo celular. "Estava fazendo um vídeo com meu celular, quando um perito se aproximou e pediu que me identicasse e, enquanto se identificava, outro perito apareceu, bateu na minha mão, derrubando o celular, e me fez várias ameaças", disse o jornalista.
Por conta da agressão, o servidor da Politec foi afastado das funções. A comissão responsável pelo processo administrativo disciplinar terá o prazo de 60 dias, podendo ser prorrogado por igual período, para concluir o trabalho de apuração. Dependendo do resultado da investigação, o perito pode ser penalizado.

"Camila Pitanga" é preso em Bom Despacho tentando extorquir cliente após programa.

                   

GUSTAVO LAMEIRA
Uma travesti foi detida, suspeita de extorquir dinheiro de um cliente nesta terça-feira (23), em Bom Despacho, região Centro-Oeste de Minas. O programa teria começado na noite dessa segunda (22), e o desentendimento na hora do pagamento.
A Polícia Militar (PM) foi acionada por um cliente da Caixa Econômica Federal, localizada na praça da Matriz, no centro, ao perceber as ameaças da travesti contra o homem.
Em relato à PM, um homem, de 57 anos, disse ter combinado o programa com o outro homem, de 27 anos, mais conhecido como "Camila Pitanga", e um terceiro homem, de 21 anos. No final, ele contou ter pago R$ 670 à travesti e outros R$ 200 para o segundo parceiro.
Quando amanheceu, porém, "Camila" passou a exigir mais dinheiro do homem mais velho, alegando que faltavam pelo menos R$ 400. Ela obrigou o cliente ir até o banco, sob ameaças de fazer um escândalo, agredi-lo, e ainda quebrar seu carro. Na agência, a travesti ainda teria tentado extorquir mais dinheiro da vítima.
Quando os militares chegaram ao local, o suspeito confessou toda a história, e nenhum saque foi realizado. O outro envolvido no programa não participou da extorsão e foi ouvido apenas como testemunha. A Polícia não tem informações sobre outras passagens do suspeito.

A ocorrência foi encerrada na 6ª Delegacia de Polícia de Bom D

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

DEPUTADO INACIO FRANCO ESTEVE EM POMPÉU E LIBEROU 60 MIL REAIS PARA O GRUPO DA TERCEIRA IDADE.

O deputado Inácio Franco esteve em Pompéu e recebeu os agradecimentos dos integrante do Grupo da Terceira Idade que recebeu verba do Deputado através do Vereador Maninho para o aquecimento de uma das piscinas da praça de Esportes de Pompéu que será usada pelo grupo para a pratica de Hidro Ginastica.
Não é a primeira vez que o deputado ajuda Pompéu, ele destinou verbas para o Asilo São vicente de Paulo e para a Escola Jacinto Campos.

Homem morre após salto de paraquedas em Pedra do Indaiá, MG

Segundo Corpo de Bombeiros, equipamento falhou durante a ação.
Vítima sofreu politraumatismo e morreu a caminho do hospital.

Bárbara AlmeidaDo G1 Centro-Oeste de Minas
Um paraquedista de 52 anos morreu após um salto de paraquedas em Pedra do Indaiá, neste sábado (20). Segundo o Corpo de Bombeiros de Divinópolis, que atendeu a ocorrência, o homem estava com um grupo de amigos em uma fazenda na zona rural da cidade e durante a ação o paraquedas falhou. O homem chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, a vítima sofreu politraumatismo e quebrou braços, pernas, fraturou o crânio e a coluna cervical. O G1 entrou em contato com a Polícia Militar (PM) que informou que não foram acionados no caso.

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Nosso Blog apoia Jaiminho Martins para Deputado Federal e Inácio Franco para estadual, veja porque.







O Deputado Jaiminho Martins conseguiu a filantropia federal para o Asilo São Vicente de Paulo isso significa uma economia de 3 mil reais mensais para aquele instituição.
Juntamente com Inacio Franco Deputado Estadual destinou verbas que possibilitaram a reforma dos quartos dos internos de nossa Vila Vicentina.


Inacio Franco  numero  43 000



Justiça caça candidatura do Deputado Pinduca (PP)

Um dos inelegíveis é o deputado estadual Pedro Ivo Ferreira, o Pinduca das Ambulâncias (PP). Condenado por abuso de poder político, ele pretende se reeleger à Assembleia e já entrou com recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para tentar reverter a impugnação.

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Gorducho é resgatado por ONG em lanchonete

'Bolinha' está com 36 kg, quando o peso ideal para o porte dele seria 10 kg.

Resgate do animal foi feito por uma ONG estadual de proteção animal.

Carolina HollandDo G1 MT
'Bolinha' deve passar por tratamento em Cuiabá para emagrecer (Foto: Roger dos Santos Oliveira/Arquivo pessoal)'Bolinha' deve passar por tratamento em Cuiabá para emagrecer. (Foto: Roger dos Santos Oliveira/Arquivo pessoal)
O cão obeso que vivia em uma lanchonete de um posto de combustíveis às margens da BR-364, em Mato Grosso, foi resgatado pela ONG Organização de Proteção Animal de Mato Grosso (OPA-MT) na tarde desta terça-feira (17). Bolinha, como é chamado, não tem raça definida e foi abandonado no local há aproximadamente 12 anos. O cachorro foi levado para uma clínica veterinária particular de Cuiabá, onde deve fazer tratamento para emagrecer. O animal está com 36,5 kg. Para o porte dele, o peso ideal seria de 10 kg, segundo informaram os veterinários da clínica.
O posto em que Bolinha vivia fica entre as cidades de Campo Novo dos Parecis e Tangará da Serra. Ao ser resgatado, o cachorro estava tomando chuva, sem água limpa para beber e no meio do lixo, contou o empresário Roger dos Santos Oliveira, de 28 anos, que saiu de Cuiabá na manhã desta terça-feira para buscar o cão, trajeto que durou cinco horas.
"É um animal bastante dócil, bonzinho. Estava cercado de lixo, a água dele estava muito suja. O cachorro dá dois ou três passos e já para pra descansar. Está tão gordo que o rabo parece que está dentro do corpo dele", relatou. 
Membro da OPA-MT, Oliveira contou que enfrentou um pouco de resistência por parte do dono do posto, que alegou ser o responsável pelo animal. “Ele disse que o Bolinha era a atração dali e que já estava sendo tratado, comendo biscoito de água e sal”, afirmou. O empresário argumentou que seria melhor para o animal que passasse por tratamento pra perder peso e pediu para que o dono do posto pensasse melhor na proposta e desse uma resposta mais tarde.
Em seguida, Oliveira foi para Campo Novo do Parecis e, quando retornou, horas depois, o dono do posto disse que iria liberar o animal. "Mas, ele pediu pra gente manter o contato e mandar informações sobre o Bolinha. E disse que quer o animal de volta quando o tratamento terminar", contou o empresário, que já resgatou mais de 20 animais na capital mato-grossense. Essa foi a primeira vez que ele viajou para fazer um resgate.
'Bolinha' está tãol pesado que mal consegue andar (Foto: Roger dos Santos Oliveira/Arquivo pessoal)'Bolinha' está tão pesado que mal consegue andar (Foto: Roger dos Santos Oliveira/Arquivo pessoal)
Na clínica onde fará o tratamento, Bolinha deve receber ração especial e fazer exercícios na água, por conta do baixo impacto, para evitar que essa atividade cause problemas às articulações do cão. A obesidade animal pode provocar problemas articulares e respiratórios, diabetes e males cardíacos, entre outras doenças.
'Mascote'
Na última semana, o dono do restaurante e lanchonete do posto de combustível havia dito aoG1 ser o responsável pelo animal. E contou que as pessoas param no local e dão comida ao 'Bolinha', o que fez com que o animal ficasse muito acima do peso. "Ele come tudo que o pessoal dá. Um pouco de comida, pedaços de salgado", declarou Edson de Souza.

Policial pega assaltantes de farmácia em Pompéu

Dupla roubou R$ 1.840 de uma drogaria no Centro da cidade.

PM informou que dinheiro e moto usada foram recuperados.

Exibindo IMG-20140918-WA0005.jpg
Do G1 Centro-Oeste de Minas
Dois adolescentes, de 16 e 17 anos, foram detidos nesta terça-feira (16) suspeitos de assaltar uma drogaria no Centro de Pompéu. De acordo com a Polícia Militar (PM), a ação dos menores foi flagrada por um policial que estava de folga. Os suspeitos roubaram R$ 1.840 em dinheiro do comércio e fugiram em uma moto, também roubada. O militar, que observava a ação, acionou uma viatura e começou a segui-los.
Ainda segundo a PM, ao perceber que estavam sendo seguido, a dupla atirou contra o policial e fugiu. Momentos depois, os adolescentes bateram a moto e fugiram a pé. Os militares cercaram a região e conseguiram apreender os adolescentes.
Em depoimento à PM, um dos adolescentes confessou que a arma usada no roubo era de um amigo, de 19 anos, que também foi detido. Os três foram encaminhados à delegacia. O dinheiro e a moto foram recuperados.

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Carros de Boi fazem abertura da Festa do Alho em Martinho Campos.

Queima do alho em Martinho Campos premia Campeão do Rodeio.

O adeus a um guerreiro Dr. Marco Tulio Quirino


Ontem Bom Despacho foi surpreendida com uma notícia triste , (16) de setembro. A morte de Dr. Marco Túlio Quirino  veio  em um momento que muitos aguardavam, porém poucos acreditavam. A vida do médico ficou marcada pela sua luta diante das causas nobres da saúde pública da cidade. 

Dr.Marco Túlio sempre foi conhecido e reconhecido como um dos melhores médicos da história de Bom Despacho e região. Mas do que um político, foi também um bom pai de família, um esposo exemplar, foi célebre nas suas atitudes como diretor da Santa Casa e pelo seu empenho diante das dificuldades que era manter um atendimento digno a seus pacientes. 

Nesta data, a morte de Dr. Marco Túlio Alves Quirino será lembrada como uma perda irreparável, de uma pessoa que  trará bastante saudade a população de Bom Despacho. . O Blog do Experidião vem nesta oportunidade  presta condolências a Esposa Dra. Joice Quirino, os filhos Antonio Carlos, Ana Clara e Maria Eduarda e todos os famíliares .