Postagem em destaque

BANDIDOS ARMADOS ATACAM QUARTEL DA PM E MATAM POLICIAL CIVIL

Um policial civil foi assassinado pelos bandidos Roni Willer e José Marcos Taveira16.10.17 01h34Atualizado em: 16.10.17 05h23 Um policial...

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

BANDIDOS ARMADOS ATACAM QUARTEL DA PM E MATAM POLICIAL CIVIL

Um policial civil foi assassinado pelos bandidos

Roni Willer e José Marcos Taveira16.10.17 01h34Atualizado em: 16.10.17 05h23

Um policial civil foi assassinado na madrugada desta segunda-feira (16) durante um assalto à Protege de Araçatuba, empresa responsável por transporte de valores com sede no bairro Santana. Em uma ação realizada por uma quadrilha fortemente armada, bandidos também dispararam contra o quartel do CPI-10 (Comando de Policiamento do Interior) de Araçatuba e até atearam fogo em dois caminhões particulares para evitar que viaturas deixassem o local.

Os militares ficaram sitiados, sem qualquer comunicação via rádio, pois o fogo dos veículos atingiu a rede elétrica, deixando o local no escuro. O quarteirão em volta foi isolado. Moradores nas proximidades ficaram aterrorizados com o barulho de tiros e rajadas de metralhadora.

Duas mulheres teriam sido feridas por balas perdidas. Uma delas foi atingida no abdome e outra no pé.

Um vídeo que foi enviado à reportagem mostra uma caminhonete parada ao lado da Protege, com o alerta ligado. Próximo dali, uma luz forte. A pessoa não explica o motivo de estar ali naquele momento e nem o que  fez com que começasse a gravar. De repente, começam os tiros e as primeiras explosões. 

 LEITOR FILMA INÍCIO DA EXPLOSÃO NA PROTEGE E TIROS: 

O policial assassinado, André Luís Ferro da Silva, seria morador das proximidades do CPI-10 e teria ido ao local para averiguar o que estava acontecendo, quando foi baleado pelo ocupante de uma caminhonete. Ele era integrante do GOE (Grupo de Operações Especiais) e deixou esposa e duas filhas menores de idade. Silva ainda foi socorrido com vida, mas morreu enquanto era atendido na Santa Casa.

 OUÇA TIROS EM VÍDEO ENVIADO POR LEITOR: 

Os bandidos estariam usando granadas para conter os policiais e fuzis ponto 50 (antiaéreo). Para abrir o cofre da Protege, na rua Dona Ida, teriam usado dinamite. Alguns bandidos estariam, inclusive, na Emeb Francisca Arruda Fernandes, que fica nas proximidades, disparando contra os policiais sitiados.

QUADRILHA
A reportagem apurou que a quadrilha seria formada por quatro grupos, atuando ao mesmo tempo em uma ação planejada. Um dos grupos ficou na Rondon, nas proximidades da Polícia Militar Rodoviária, fechando a rodovia; outro teria fechado trecho da avenida Waldir Felizola de Moraes, perto do quartel; o terceiro atacou o quartel e o quarto, a Protege.  

 VEJA COMO FICOU A PROTEGE APÓS EXPLOSÃO: 

 

EXPLOSIVOS
Vários explosivos foram encontrados em um caminhão abandonado próximo à Protege (veja foto na galeria abaixo). O Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais), um grupamento de operações táticas especiais da PM na Capital, deve chegar a Araçatuba pela manhã.

SUSTO
O barulho dos tiros podia ser ouvido a distância, assustando toda a população da cidade. O ataque começou justamente no encerramento do turno da Força Tática, por volta de 1h15. O trânsito pela rua do Fico foi bloquado. Até a entrada para Araçatuba pela rodovia Marechal Rondon  (SP-300) e pistas secundárias foi impedida por policiais militares rodoviários. Foi fechada também a entrada em Birigui. Outro ponto bloqueado em Araçatuba foi a ponte Pio Prado, sobre o rio Tietê.

CELULARES
Com o quartel às escuras e sem a ajuda do Copom (Centro de Operações da Polícia Militar), os policiais passaram a se comunicar por celulares. Policiais de Bauru e Marília também foram mobilizados. 

 Por volta de 4h20, mais de 150 PMs estavam nas ruas de Araçatuba. Todos os militares de folga foram acionados.

RENDIDO
Um motorista de 29 anos foi rendido no pátio de um posto de combustíveis às margens da Rondon. Dois homens, com armas longas, se aproximaram e entraram no veículo. 

Ameaçado, o motorista foi obrigado a interditar a rodovia no quilômetro 522. Após colocar o caminhão atravessado na pista, ele foi liberado pelos criminosos e correu para uma plantação de cana-de-açúcar.

DISPAROS
Um leitor da Folha informou, no grupo do Whatsapp do jornal, que havia acabado de chegar ao aeroporto de Araçatuba, nesta madrugada, quando ouviu os tiros ao acessar a rua do Fico. "Ouvi muitos tiros. Passou um policial por mim, me mandou entrar para a direita. E fui escutando tiros", declarou.

'CENA DE FILME'
Vários áudios divulgados em grupos de Whatsapp mostravam o drama enfrentado nesta madrugada por policiais e moradores. "Estão metendo bala, jogando bomba. É tiro para todo lado; dá para ver o rastro da bala no céu", narra um deles. "É cena de filme. O pronto-socorro (que fica próximo da Protege) está apagado; todo mundo pra dentro, deitado no chão."

Outro leitor chegava de Rio Preto e não conseguia entrar em Araçatuba. "Tem uns 100 carros de polícia entre Araçatuba e Birigui", afirmava em um dos áudios. "Os caras (motoristas) todos voltando na contramão. Tive que voltar também."

'A CASA TREMIA'
Em comentários deixados no site da Folha, leitores também narraram os momentos de tensão. "Minha irmã mora no bairro Santana. Disse que as cortinas da casa dela levantaram com as explosões. A casa tremia toda. Imagina ela, grávida de 7 meses e com uma menina de 4 anos", revelou Luana Lucy Freire.

Nilton Godoy Trigo contou detalhes do susto que passou. "Eu e minha família nunca tínhamos passado por uma situação dessas! Foram explosões que jogaram pedaços do prédio da Protege para todos os lados! Ficamos deitados no chão do quarto e o tiroteio não parava! Na explosão maior, clareou tudo, e olha que moro a cem metros do local e escutávamos as balas passando sobre a casa! Fui horrível!"

"Moro no bairro São Vicente, a umas 70 quadras da Protege e mais umas 95 do CPI-10. Escutei os pipocos. Fui para a rua e vi fumaça branca", afirmou Fabiana Botelho. "Os pipocos eram reais: tiros e explosões, rajadas".

Alexsandro Souza, que afirma morar próximo da Protege, disse que ele e a família viram sinais de sinalizadores. "Após 23 minutos (de tiroteio), soltaram uns dois morteiros sinalizadores. Depois de uns minutos, os tiros pararam. Pelo jeito, algum sinal do bando para avisar".

"Filmei daqui do Dona Amélia os tiros", disse Tânia Maria Marciano de Souza. "Desesperador. Nunca vi nada igual. Tiroteio com arma pesada. Cena de guerra mesmo. O chão tremia", completa Andrea Soares. "Moro próximo ao Supermercado Amigão e dá pra escutar o tiroteio daqui! Assustador! É muito tiro. Até rajada de metralhadora!", diz Graziela Gon da Silva.  (Colaboram Arnon Gomes e Márcio Bracioli)

LINK CURTO: http://folha.fr/1.367777

CRIMINALIDADE VIOLÊNCIA ARAÇATUBA

sábado, 14 de outubro de 2017

Herói do dia: Policial tem a moto roubada senta o dedo e mata ladrão, veja o vídeo.




Um homem suspeito morreu depois de ser baleado próximo a um dos portões da Universidade do Estado do Rio da Janeiro (UERJ), no Maracanã, na noite desta quarta-feira. 

De acordo com a PM, a ação foi desencadeada depois que dois bandidos armados tentaram assaltar um policial civil na Avenida Professor Manoel de Abreu, perto da entrada três da instituição, por volta das 20h30m. No fogo cruzado, um dos assaltantes, identificado pela Polícia Civil como Thiago Sanches Santos de Andrade, 30 anos, foi atingido e não resistiu aos ferimentos.

De acordo com a PM, o policial civil passava pelo local em uma moto, no momento em que foi abordado pela dupla de criminosos, que também estavam numa motocicleta. O agente reagiu. 

Ainda conforme informou a PM, durante o tiroteio, o comparsa do bandido atingido conseguiu escapar.

Antes disso, porém, a dupla tentou levar a moto do PM. Com o suspeito baleado e morto, os policiais encontraram uma pistola calibre 45. A identificação dele ainda não foi revelada. Vítima da tentativa de assalto, o policial civil não ficou ferido.
PMs do batalhão da área, o 6º BPM (Tijuca), foram chamados para o local. Patrulhas realizam buscas na região para encontrar o assaltante que conseguiu fugir. O caso está sob os cuidados da Delegacia de Homicídios (DH) da Capital, onde o caso foi registrado.

O tiroteio deixou moradores e quem passava pelo local assustados — além da universidade, existem bares, restaurantes e outros estabelecimentos comerciais naquela área. 

Pelas redes sociais, internautas relataram terem ouvido os disparos: "(escutei) seis tiros aqui em frente à Uerj, agora há pouco. Deus me livre", escreveu uma jovem, em seu perfil no Twitter. "Estava saindo da Uerj no momento em que os tiros começaram", postou outra em sua página no microblog.

A Polícia Civil informou que a DH instaurou um inquérito apurar as circunstâncias em que Thiago foi morto. Segundo nota da assessoria de imprensa, "informações preliminares apontam que Thiago estava em uma motocicleta e com uma pistola tentou roubar outra moto que era conduzida por um policial civil. O agente deu voz de prisão ao criminoso que, ao tentar reagir, acabou baleado. Perícia foi realizada e não há outras informações passíveis de divulgação no momento".

Nota do blogue. 

Um ato de coragem que as pessoas de bem estão aplaudindo pois já,estão cansadas da impunidade. 
Parabéns ao policial.  Deveria receber uma medalha. 


sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Bicicletapeu: em parceria com iniciativa privada Administração de Pompéu adota bicicletario.

Para confeccionar e manter os bicicletários foram feitas parcerias entre o município e a iniciativa privada.


Por G1 Centro-Oeste de Minas





Já são oito bicicletários instalados na cidade disponibilizando mais de 60 vagas (Foto: Divulgação/PMP)


O programa "Pedala Pompéu" foi instituído na cidade com o objetivo de trazer mais conforto aos usuários de bicicleta e incentivar cada vez mais pessoas a adotarem o veículo como transporte. Já foram instalados oito bicicletários totalizando mais de 60 vagas.


De acordo com o prefeito de Pompéu, Ozéas da Silva Campos, a criação do programa integra uma série de ações e investimentos para modernizar o sistema viário do município.


"Nós estamos promovendo a modernização do trânsito em Pompéu, organizando todo o nosso sistema viário e buscando o bem-estar de motoristas e pedestres. Além dos bicicletários, instalamos faixas elevadas de pedestres, abrimos vagas exclusivas para idosos e pessoas com necessidades especiais e estamos trabalhando para revitalizar toda a sinalização horizontal e vertical da cidade” declarou o prefeito.


O programa busca fomentar parcerias entre o poder público e a iniciativa privada visando a construção, instalação, manutenção e conservação de bicicletários. No total, oito bicicletários foram instalados, criando mais de 60 vagas desde junho deste ano, quando o programa foi criado.


Os bicicletários foram doados e instalados pela iniciativa privada ao município em caráter definitivo, através de termo de doação, e o município, em contrapartida, autorizou que o doador utilize por 12 meses, prorrogáveis por mais 12, os espaços do bicicletário para publicidade.


A empresária Marcela Castelo Branco, proprietária de uma loja de departamentos da cidade aderiu ao programa. “Tudo que for bom para a cidade nós seremos parceiros. É muito útil e Pompéu precisa de mais lugares pra estacionar bicicleta”, destacou Marcela.


A iniciativa também se reflete no comércio com a produção dos bicicletários. O serralheiro Diego Souza Barbosa, contratado por uma das empresas parceiras, foi o responsável pela confecção dos oito bicicletários seguindo as especificações exigidas pelo programa.


“É muito bacana porque valoriza o comércio local e gera renda. Pra cidade também é muito bom porque em uma vaga de um carro você coloca oito bicicletas, facilita muito”, apontou o serralheiro.

Nota do blogue. Ciclovia.


As ciclovias construídas no mandato do Ex Prefeito Chico do Soca foram completamente abandonadas e se encontram completamente deterioradas, seria um bom momento de serem restauradas pois trazem maior segurança para os ciclistas de Pompéu;

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Jason é perseguido armado com revólver em Pompeu.

A policia se deparou na noite desta quarta-feira (11) no bairro Volta do Brejo em Pompeu com um indivíduo que estava com uma máscara do Jason e armando com um revolver calibre 38.

O suspeito foi perseguido mas conseguiu fugir da Policia pulando vários muros de casas das proximidades.

A polícia suspeita que o Jason Pompeano planejava assaltar um supermercado no bairro.

Em Pompeu Jason atua também em dias que não sejam sexta-feira 13, que bom que a polícia também trabalha todos os dias.

O blogue parabeniza os policiais envolvidos na operação que impediram o assalto.

Jason pode ser preso antes da próxima sexta-feira 13.

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Sem creche: Juiz manda Prefeitura de Pompéu abrir vaga nas creches para 390 crianças.

Termo de Ajustamento de Conduta foi proposto ao Município para regularizar situação, mas acordo foi recusado. Prefeitura informou que ainda não foi notificada sobre a decisão.

Por G1 Centro-Oeste de Minas

A pedido do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), a Justiça deferiu uma liminar determinando que o Município de Pompéu aumente o número de vagas em creches até o início do ano letivo de 2018, de forma que elimine, integralmente, a alta demanda existente na educação infantil da cidade. O G1 entrou em contato com a assessoria da Prefeitura de Pompéu, que informou que o Executivo ainda não foi notificado sobre a decisão judicial.

A decisão foi proferida em Ação Civil Pública (ACP) proposta pela Promotoria de Justiça de Pompéu e ajuizada pelo promotor Felipe Valente Vasconcelos Sousa. De acordo com a ação, em março de 2016, a lista de espera por vaga em creche era de 338 crianças. Em 2017, o número de crianças saltou para 390.

Diante desta situação, o MPMG propôs ao Município, em fevereiro deste ano, a celebração de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o objetivo de regularizar o atendimento à educação infantil. Segundo o MPMG, o acordo foi recusado pelo Executivo, sob a alegação de que não seria possível cumprí-lo. Neste ano, foram criadas 60 novas vagas e o Município acena com a possibilidade de mais 210 em 2018 – o que para o Ministério Público ainda não seria suficiente para acabar com a fila de espera.

Na decisão, a juíza Kellen Cristini de Sales e Souza afirmou que a falta de atitude do Município para resguardar os direitos das crianças que aguardam vaga em creche pode restringir o desenvolvimento delas em todos os aspectos, além de desestabilizar o núcleo familiar, que é obrigado suprir a falta da creche.

O descumprimento da decisão judicial vai acarretar em multa de um salário mínimo, a cada cinco dias, para cada criança não matriculada até março de 2018, a ser revertida para o Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Servição: Policia desarticula quadrilha de roubo de gado em Minas Gerais.





Polícia Civil de Minas Gerais desencadeou, na manhã desta quinta-feira (5), a Operação "Rei do Gado" para desarticular uma organização criminosa que agia no roubo e furto de gado em fazendas em Minas Gerais e Goias. Segundo a assessoria da Polícia Civil, até o momento, oito pessoas foram presas em Perdizes, Uberlândia, Catalão (GO) e Três Ranchos (GO).

Os mandados de prisão e de busca e apreensão foram expedidos pela Vara Criminal de Araxá. Ainda de acordo com a Polícia Civil, a organização estava sendo monitorada há três meses por investigadores da Delegacia de Furtos e Roubos da Regional de Araxá.


Parte da quadrilha foi presa em flagrante quando chegava em uma fazenda em Três Ranchos (GO), após um fruto na madrugada desta quarta.


Os policiais conseguiram recuperar cerca de 120 cabeças de gado, tratores, além de eletrônicos e objetos que foram levados pela organização criminosa nas ações. Um caminhão e duas caminhonetes que eram utilizadas pelos ladrões no transporte do gado foram apreendidos.


A operação desencadeada nesta manhã conta com a participação de delegados e policiais civis de Araxá, Perdizes, Ibiá, Nova Ponte e Uberaba. A coordenação foi do delegado Conrado Costa da Silva, com apoio de dois investigadores. Outros detalhes da ação serão divulgados em coletiva na cidade de Araxá, na noite desta quinta-feira.

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Rotary e cassa da amizade fazem pompeanos correrem e ajudar famílias carentes



O Rotary Clube de Pompéu e a Casa da Amizade promoveram nesta sexta a tradicional "Corriteca da amizade" um evento muito criativo onde 21 duplas de corredores disputam uma corrida na Rua Dona Joaquina no Centro de Pompéu.

São confeccionadas cartelas aos moldes da loteria esportiva com colunas um e dois, o apostados que acertar mais resultados leva a bolada. Parte dos recursos arrecadados vão para obras de caridade típicas do Rotary.

A comunidade pompeana participa e corre para ajudar os mais carentes.
Nosso blogue parabeniza os organizadores e aos corredores que participaram do evento,

Já recebemos o convite e na próxima seremos um dos corredores.

Usain Bolt que se cuide.



Resultado de imagem para usain bolt

Moto bate de frente a carreta que pega fogo em Luz. Reportagem da parceira TV Alterosa

sábado, 7 de outubro de 2017

Herói: Policial impede assalto e tira dois bandidos de circulação.


Veja o vídeo acima. 


Data: sexta-feira, 6 | outubro | 2017
LEOPOLDINA
Jornal O Vigilante Online
No final da noite desta quinta-feira, 5 de outubro, dois adolescentes que tentaram roubar o estabelecimento comercial “Manera Mineira”, no centro de Leopoldina, foram baleados por um delegado da Polícia Civil que reagiu ao perceber que se tratava de um assalto.
De acordo com informações obtidas no local pela reportagem do jornal O Vigilante Online os dois indivíduos, de 14 e 17 anos, chegaram no bar e restaurante usando toucas ninjas e pelo menos um deles empunhando um revólver calibre 38.
Ao perceber que tratava-se de um assalto, o delegado de polícia Dr. Márcio Rocha, que jantava no restaurante, se identificou como policial e ao ser rechaçado com tiros reagiu à agressão, conseguindo alvejar os dois elementos. Um deles conseguiu fugir do local, mas foi detido quando estava a caminho do Pronto-Socorro Municipal (PSM). O outro menor foi contido com o apoio do investigador de polícia Lucas Werneck, que estava com o delegado. Ele foi socorrido pelo SAMU e conduzido para o PSM, onde foi atendido pela equipe médica de plantão. A Reportagem apurou que os dois criminosos baleados apresentavam quadro clínico estável até o fechamento desta matéria.
De acordo com as informações, os autores agrediram e teriam rasgado a camisa de um funcionário do estabelecimento ao tentarem roubar um cordão. Um revólver calibre 38 foi apreendido com um dos assaltantes. A Polícia Militar foi acionada e deu início a intensas buscas no trajeto que um deles percorreu após deixar a cena do crime e chegar próximo ao Pronto-Socorro MunicipalDe acordo com a PM, o objetivo seria localizar a arma que estaria em poder de um dos menores. Até o fechamento desta matéria a segunda arma não havia sido localizada. A Perícia Técnica da Polícia Civil foi acionada e realizou os trabalhos de praxe.
Segundo os relatos, os dois adolescentes seriam suspeitos dosdisparos de arma de fogo que atingiram duas pessoas, respectivamente nos bairros Três Cruzes e Tomé Nogueira, na última terça-feira, 3 de outubro. 
Em entrevista exclusiva ao jornal O Vigilante Online, o delegado de polícia Dr. Márcio Rocha contou que jantava no local e ao perceber o assalto identificou-se como policial, sendo rechaçado a tiros. O delegado reagiu e conseguiu alvejar os dois assaltantes. “Dois elementos extremamente perigosos, que estavam aterrorizando a cidade, foram tirados de circulação”, comentou o policial.O delegado apreendeu o revólver calibre 38 que estava com um dos autores. Ao fundo, no chão, as duas toucas ninjas utilizadas na tentativa de roubo.
Com o objetivo de localizar a arma que estaria em poder de um dos assaltantes, a Polícia Militar deu início a intensas buscas no trajeto que o elemento percorreu após deixar a cena do crime e chegar ao Pronto-Socorro. Os militares também vasculharam o terreno nas laterais da escadaria de acesso ao PSM.

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Professora heroína morre queimada tentando salvar crianças da creche de Janaúba



Foi confirmada a oitava morte da tragédia de Janaúba, no Norte de Minas. Na noite desta quinta-feira, o Corpo de Bombeiros e a Prefeitura da cidade informaram que a professora Helley Abreu Batista, de 43 anos, não resistiu às queimaduras que atingiram 90% do corpo dela. 

A funcionária trabalhava no Centro Infantil Gente Inocente, no Bairro Rio Novo, onde o vigia Damião Soares dos Santos, de 50, ateou fogo em alunos, funcionários e ao próprio corpo. A professora, segundo o prefeito da cidade, Carlos Isaildon Mendes (PSDB), foi “uma verdadeira heroína. Ela entrou e saiu três vezes da sala de aula para tentar salvar as crianças" disse o Prefeito.



Além de Helley, também morreram seis crianças, alunas do centro infantil. Três meninos e uma menina haviam falecido ainda no local, de manhã, no momento da tragédia. As vítimas são Luiz David Ferreira, Ana Clara Ferreira da Silva, Ruan Miguel Santos Silva, Juan Pablo Cruz dos Santos, todos de quatro anos. 

No início da noite, faleceram Renan Nicolas dos Santos Silva, de 6 anos, que estava com 90% do corpo queimado, e Cecília Davina Gonçalves Dias, de 4 anos, que teve 80% do corpo atingido pelas chamas. Eles morreram quando eram transferidos. O autor do crime Damião Soares dos Santos, de 50, faleceu no Hospital Regional de Janaúba. Com isso, chega a oito o número de mortos chega a oito

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Monstro brasileiro: Segurança ateia fogo em crianças e professora em creche em Janaúba.




Corpo de Bombeiros/Divulgação
Resgate de feridos é feito em Janaúba, Minas Gerais; vigia ateou fogo em crianças nesta quinta (5)
Resgate de feridos é feito em Janaúba, Minas Gerais; vigia ateou fogo em crianças nesta quinta (5)

O vigia de uma creche em Janaúba (557 km de Belo Horizonte) colocou fogo em crianças e em si mesmo na manhã desta quinta-feira (5).
Pelo menos quatro crianças que tinham entre 4 e 6 anos e uma professora morreram, segundo a Polícia Militar.
Segundo o Corpo de Bombeiros, 26 pessoas estão feridas, nove delas em estado grave. Parte delas será transferida para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, referência no tratamento de queimados. Três aeronaves serão utilizadas no deslocamento.
Outros feridos estão sendo levados para o Hospital Regional de Janaúba em ambulâncias. O vigia que ateou fogo ao próprio corpo, identificado como Damião Soares dos Santos, de 50 anos, e uma professora também estão entre os feridos graves.

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2017/10/1924524-seguranca-de-creche-poe-fogo-em-criancas-e-quatro-morrem-em-mg.shtml ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos da Folha estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br). As regras têm como objetivo proteger o investimento que a Folha faz na qualidade de seu jornalismo. Se precisa copiar trecho de texto da Folha para uso privado, por favor logue-se como assinante ou cadastrado.

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Pompeu: produtores se reúnem e podem parar de produzir leite

O Sindicato dos Produtores Rurais de Pompéu realizou, no dia 22 de setembro, reunião com produtores de leite e profissionais da cadeia para discutir quais atitudes poderiam ser tomadas para frear a baixa sistemática do preço do leite, que a Indústria vem impondo mês a mês aos produtores.
Durante a reunião foram sugeridas algumas atitudes a serem tomadas, como diminuir ou paralisar a produção por alguns dias, ou a diminuição no consumo de insumos, além de debater sobre a remuneração pelo litro do leite, que tem caído sistematicamente. Foi lembrada também a importância do produtor avaliar o seu custo médio de produção.
Antônio Carlos, presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Pompéu, afirmou que o setor atravessa uma das piores crises de sua história e ressaltou que há uma diferença entre o preço pago pelo litro do leite e o custo para produzi-lo. “O produtor está trabalhando no prejuízo. A gravidade do problema é muito maior do que se pode imaginar. Fatores como a seca fazem com que o produtor de leite repense em manter-se na fazenda”.
Outro ponto levantado durante a reunião foi que a maioria dos produtores de Pompéu é de pequeno porte, sendo que nas fazendas trabalha a família, principal mão de obra. Já os maiores produtores, aqueles que dão emprego, não conseguirão aguentar por muito tempo. 
 Com a presença maciça de produtores de leite e profissionais da cadeia, ficou acordado que todos repassem aos seus vizinhos de fazenda sobre a reunião e a possível diminuição da produção. Ainda foi decidido que haverá novas reuniões com os envolvidos nesta luta.
            

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Polícia Civil em Divinópolis e Universidade Federal de São João Del Rei fecham parceria para o uso da Maconha.

A Polícia Civil em Divinópolis juntamente com pesquisadores da UFSJ campus Centro Oeste iniciaram projeto de pesquisa inédita com Maconha medicinal.

A UFSJ foi a primeira instituição nacional a conseguir autorização junto a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) para o cultivo de células e tecidos da maconha.

Os professores Joaquim Mauricio Duarte Almeida e Vanessa Cristina Stein estão cultivando espécies de Cannabis em laboratório visando à obtenção de compostos biologicamente ativos.

O início das pesquisas só foi possível mediante o aval e participação ativa do Delegado Regional da Polícia Civil Leonardo Pio, que fez a doação mediante autorização judicial de sementes apreendidas na região.

Resultado de imagem para maconha

Esse projeto tem como finalidade a obtenção de canabinoides que podem ser muito úteis em doenças como epilepsia refratária, esclerose múltipla, e outras relacionadas ao sistema nervoso e é o tema de uma tese de doutoramento da aluna Alessandra Moraes Pedrosa."

Maconha com Pequi para Pitangui. É pra acabar com o Pequi do Goiás

Criminosos tentavam disfarçar o cheiro da droga ao transportá-la com a fruta. Oito pessoas foram presas na Operação Carga Pesada, deflagrada pela PCDF em parceria com a PRF





Oito pessoas foram presas e 100kg de maconha foram apreendidos em ação policial na tarde de domingo (1°/10) no Sol Nascente e na BR-060, na altura do Engenho das Lages (Gama). A operação, intitulada Carga Pesada, teve cooperação da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) com a Polícia Rodoviária Federal (PRF).
A quadrilha, especializada em tráfico interestadual de drogas, transportava a maconha disfarçadamente em uma carga de pequis entre o Mato Grosso do Sul, Goiás e Minas Gerais, além do DF. Segundo a polícia, a escolha do fruto, de cheiro forte e característico, era justamente para confundir no caso de uma abordagem policial.
 
Para distribuir a droga, o líder da quadrilha saía de Ponta Porã (MS), na fronteira do Paraguai, em direção ao Distrito Federal. Uma das presas era responsável pela comercialização da maconha no Sol Nascente, junto com os outros três comparsas detidos.

De Ceilândia, o grupo partia em direção a Goiânia para deixar outra quantidade da droga. Outra parte da carga seguia para um dos pontos de redistribuição, como o local da BR-060 onde a operação localizou a quadrilha. Ali, um trio de traficantes de Pitangui (MG), cidade a 679 quilômetros de Brasília, aparecia para buscar outra quantidade de maconha. A ação também prendeu o grupo.

O delegado-chefe da Coordenação de Repressão às Drogas (Cord), Rodrigo Bonach, estima que o fornecedor vendia cada quilograma de maconha por preços entre R$ 1,5 mil a R$ 1,8 mil. No entanto, a polícia apreendeu apenas R$ 2,5 mil em espécie, além dos três veículos utilizados pelo grupo e os registros contábeis das negociações feitas entre os traficantes.
 
Reprodução/Google Maps

Rota conhecida

A BR-060 está na mira das operações policiais contra o tráfico de drogas, afirma a chefe de comunicação da Polícia Rodoviária Federal, Tatiane Kawamura. “Eles buscam alternativas para despistar as ações, como café para disfarçar o cheiro e carros mais simples para não levantar suspeitas”, cita.

Outra preocupação dos agentes é com a possível internacionalização do tráfico. De acordo com o delegado Bonach, a operação conseguiu desmontar a quadrilha por completo, mas ainda há suspeitas de comércio com outros países. “Há uma grande possibilidade de a droga ter vindo do Paraguai, o maior produtor de maconha do Cone Sul”, aponta. A região de Ponta Porã, de onde vem o líder do grupo, faz fronteira com Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia.